Siga-nos

Coronavírus

Quando serão vacinados todos os idosos em São Paulo?

Publicado

em

Matéria originalmente publicada em 04/02/2021
Atualizada e repostada em 02/03/2021

Clique aqui e confira o calendário mais atualizado, com previsão de vacinação para quem tem mais de 69 anos em 27 de março

O Brasil – e o mundo – precisa de vacinas para começar a retomar a normalidade, seja em termos de vida social, seja na economia. Isso é fato. E também é fato que o Brasil ainda não tem vacinas suficientes, nem sequer para atender os grupos prioritários.

A vacinação dos profissionais da saúde começou em 17 de janeiro. A aplicação em idosos – principal grupo de risco em se tratando da Covid 19 – está completando um mês, mas o calendário futuro ainda é incerto e gera ansiedade no público acima de 60 anos.

🗓️  Confira o cronograma em andamento:

        • Acima de 90 anos: desde 8 de fevereiro.
        • 85 a 89 anos: desde 12 de fevereiro.
        • 80 a 84 anos: desde 27 de fevereiro.
        • 77 a 79 anos: a partir de 3 de março.

Afinal, quando as pessoas com mais de 75 anos receberão suas doses do imunizante? E aqueles com idade entre 60 e 75 anos?

O público total no Brasil de idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde, segundo projeções tanto do Instituto Butantan quanto do Ministério da Saúde, é de cerca de 30 milhões de pessoas. Isso representa a necessidade de 60 milhões de doses, já que tanto a Coronavac quanto a Oxford Astrazeneca demandam duas doses por pessoa.

Depois de muita ansiedade, parece que o prazo para imunizar esse público finalmente chega ao fim. Até agora, há distribuídas pelo país cerca de 4 milhões de doses da Oxford Astrazeneca recebidas da Índia e envazadas pela Fiocruz, e mais cerca de 16 milhões de doses da Coronavac, do Instituto Butantan.

Essa semana, o Governo do Estado anunciou que entrega ainda em março 21 milhões de doses destinadas ao Ministério da Saúde ainda em março. Esse número deve permitir ampliar paulatinamente a campanha para o público idoso ainda não inserido – pessoas abaixo de 76 anos.

Até o final de abril, o Governo promete atingir 46 milhões de doses produzidas no Butantan –  o suficiente para atender 23 milhões de pessoas pelo país. E somadas às doses da Astrazeneca, significaria o atendimento ao 30 milhões de idosos + profissionais de saúde de todo país.

Como a distribuição e o processo de aplicação levam mais alguns dias, a conclusão das pessoas acima de 60 deve se dar em maio.

Outros públicos

Em entrevista essa semana ao jornalista Kenedy Alencar, do portal UOL, o governador João Doria garantiu que a população inteira de São Paulo estará vacinada até o final do ano. Vale destacar que isso não inclui menores de 18 anos, já que o próprio Instituto Butantan já informou que a vacina Coronavac não foi testada e não será aplicada nesse público.

Há outras vacinas em produção e negociações em andamento:

– Chegaram insumos para a produção de mais 8,6 milhões de doses de Coronavac e no dia 10 de fevereiro será recebido novo lote para produção de outros 8,7 milhões.

– Insumos para a produção de 7,5 milhões de doses. A Fiocruz espera o envio de mais 14 remessas de IFA ao longo do primeiro semestre, cada uma delas com insumo suficiente para produzir 7,5 milhões de doses. As primeiras duas remessas deveriam ter chegado em janeiro, e o contrato prevê que a fundação receba o suficiente para produzir 100,4 milhões de doses até julho. Após a nacionalização do IFA, a Fiocruz poderá produzir mais 110 milhões de doses, chegando a 210,4 milhões de doses até o fim de 2021.

– A Covax Facility, aliança da Organização Mundial da Saúde (OMS) para ajudar os países em desenvolvimento a ter acesso a vacinas contra a covid-19 anunciou, hoje (3), a primeira previsão de distribuição dos imunizantes. A previsão do consórcio é de que o Brasil receba 10,6 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford ainda no primeiro semestre de 2021

– A Anvisa flexibilizou as regras para liberação de aplicação de vacinas no país. Na prática, a medida deve facilitar a importação de 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V, em princípio, que chegariam entre abril e março. A vacina passaria, posteriormente, a ser produzida no país, numa média de 8 milhões de doses por mês.

– O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa do Hospital Albert Einstein deve começar em março, por um período de 45 a 90 dias, o teste da fase 3 da vacina Covaxin, com previsão para o resultado em maio. Serão em torno de 3 mil voluntários testados em cinco centros de referência. A vacina é desenvolvida na Índia pelo laboratório Bharat Biotech.

– A Cruz Vermelha anunciou um plano de cerca de R$ 600 milhões para ajudar a imunizar 500 milhões de pessoas vulneráveis no mundo todo, com foco nos países mais pobres.

Leia mais:

 

Advertisement
6 Comentários

6 Comments

  1. Maria Elena Da Conceição Alves Da Silva

    15 de fevereiro de 2021 at 14:03

    Onde será vacinadas as pessoas.moro na Freguesia do Ó.

  2. Gian

    28 de fevereiro de 2021 at 23:39

    Matéria mal redigida. Em nenhum momento falam o “quando” . Rodeiam e enchem linguiça mas não há desfecho nem resposta para o título da matéria…

    • Jornal Zona Sul

      1 de março de 2021 at 11:48

      O que está mal redigido – ou melhor, sequer está redigido – é o plano de vacinação federal. O título da matéria é um questionamento, porque as autoridades de saúde do país não apresentam respostas. Assim, quem está “rodeando e enchendo linguiça” é o governo federal.

  3. Sueli B Felipe

    1 de março de 2021 at 7:30

    Quando será a vacinação para os idosos de 65 anos ?

    • Jornal Zona Sul

      1 de março de 2021 at 11:46

      Como a matéria aponta, não há previsão. Ministério da Saúde tem prometido compras mas não concretiza. A produção de vacinas está lenta, restringe-se a Butantan e Fiocruz, e outras vacinas estão em negociação muito lenta. Assim, caso persista essa lentidão na negociação federal, o mais provável é que a vacina para idosos acima de 60 anos só se finalize em agosto.

  4. Alice Lima Pinheiro

    30 de março de 2021 at 14:17

    Ainda não entendi prq em outros estados que não produziram a vacina, pessoas de 65 anos já estão sendo vacinadas e aqui em SP nada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados