Siga-nos

Transporte

Estação Campo Belo abre as portas segunda 8

Publicado

em

Depois de inúmeros atrasos, o metrô antecipou em dois dias a inauguração da estação Campo Belo. O início das operações, que deveria ter acontecido em dezembro, foi posteriormente adiado para março e acabou previsto para dia 10 de abril. Mas, a Companhia acaba de anunciar que a abertura oficial acontece na segunda, dia 8, às 111h, Avenida Santo Amaro, altura do número 4014 – Brooklin.

Em construção desde 2008, a Linha Lilás vai ficar finalmente completa com a entrega da estação Campo Belo à Via Mobilidade, empresa que opera a Linha. Agora, o trecho opera com 11 novas estações e 11,5 km da ampliação do ramal. A Estação Campo Belo é a 85ª da rede metroviária que conta com 96 km de extensão em seis linhas.

A estação foi a mais demorada a ser construída por conta de negociações de desapropriações na região, que atrasou o início das obras em relação às demais na expansão da Linha 5.

Ainda não foi informado se haverá período experimental, como no início operacional das demais paradas. Provavelmente não, já que a estação está entre duas outras já em operação, as paradas Brooklin e Eucaliptos. Atualmente, o metrô passa diretamente por ela, que fica na confluência das avenidas Santo Amaro e Água Espraiada.

A estação terá conexão futura a linha Ouro – 17, em Monotrilho, que foi projetada para ligar o Aeroporto de Congonhas e o Estádio do Morumbi à malha metroviária, mas que está ainda longe de ser concluída.

Leia mais sobre a conexão na Linha Ouro

O metrô acaba de romper, aliás, o contrato com o consórcio CMI, formado pelas empresas Andrade Gutierrez, CR Almeida e Scomi. O consórcio é responsável pelo projeto e implantação das vias, fornecimento de trens e sistema de sinalização do monotrilho da Linha Ouro – 17.

Leia mais sobre a quebra de contrato

A linha deveria ter ficado pronta em 2013, com quatro anos de obras, e as últimas previsões davam conta de que entraria em funcionamento só no final de 2019.

“Nos últimos dois anos foram feitas várias tratativas para a retomada das obras do monotrilho. Já foram abertos mais de 17 processos administrativos pelo atraso das obras, entre vários problemas.O consórcio tem 5 dias para apresentar defesa prévia”, informou o Metrô, em nota.

As obras de oito estações e do pátio de manobras de trens não fazem parte do contrato objeto de rescisão e continuam em andamento.

Problemas anteriores

Na entrega da estação Mackenzie/Higienópolis da Linha 4 do metrô, em janeiro do ano passado, o ex-governador Geraldo Alckmin já havia feito críticas à iniciativa privada. “Nós tivemos que rescindir o contrato, multar a empresa, o consórcio”, elencou o governador, à época sobre a estação que teve obras iniciadas em 2012 e, já no ano seguinte, enfrentou problemas de atraso nas obras que acarretaram na recisão do contrato. A obras só foi retomada três anos depois, com nova licitação.

“Fala-se muito de que a iniciativa privada é uma maravilha. Não é verdade, também tem problemas. Tem muita empresa que não cumpre contrato, que quebra no meio da obra, que não cumpre prazo. Nós enfrentamos isso todo dia”, alfinetou Alckmin.

Advertisement
2 Comentários

2 Comments

  1. Ary Neto

    8 de abril de 2019 at 10:10

    Horário Estação Campo Belo: a partir de sábado (13), horário normal, antes das 10hs às 15hs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados