Siga-nos

Saúde

UPA Vila Mariana está em fase de conclusão das obras

Publicado

em

Deve ser inaugurada nos próximos dias a nova Unidade de Pronto Atendimento, 24 horas, da Vila Mariana. A UPA estava com a sua construção paralisada desde 2016, mas os trabalhos foram retomados em 2019, com promessa de conclusão para este primeiro semestre. A unidade atenderá os casos intermediários, estabilização de quadros de saúde dos pacientes e farão a realização de diagnósticos iniciais, aliviando as Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs) e os equipamentos hospitalares na cidade.

“Este equipamento deverá atender de 200 a 300 mil pessoas e poderá ajudar quem depende do SUS para sobreviver”, afirmou o então prefeito Bruno Covas, quando visitou a obra em maio de 2020. A construção é realizada por empresas licitadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) e está inserida no Programa Avança Saúde SP, resultado de acordo entre a Prefeitura e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Localizada na esquina da Rua Dr. Diogo de Faria com Botucatu, a UPA Vila Mariana contará com 1.933 m² de área construída, leitos de UTI, de urgência, consultórios médicos, leitos de observação adulto, de observação infantil, duas salas de isolamento, um consultório odontológico, sete poltronas de inalação, duas salas de avaliação, salas de ortopedia, raio x, medicação, sala para coleta de exames, de gesso, saturação e esterilização, além de farmácias e áreas administrativas.

Terá ainda sistema de aquecimento solar e utilização e água de reuso. Nela, atuarão profissionais clínicos, cirurgiões, ortopedistas e pediatras, além de enfermeiros, coordenadores na área médica e enfermagem, técnicos de farmácia, gesso e enfermagem, farmacêuticos, assistentes sociais e funcionários da área administrativa.

Miniusina de oxigênio

A Prefeitura de São Paulo concluiu essa semana a entrega das 19 miniusinas de oxigênio para a rede de Saúde da cidade. Uma das três últimas foi instalada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Mariana, Zona Sul, onde o prefeito Ricardo Nunes e o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, estiveram na segunda-feira, 7, para acompanhar a instalação do equipamento que terá capacidade para produzir 29 metros cúbicos de oxigênio por hora.

“Estamos conseguindo avançar dentro do esperado com as ações de combate à covid, com a ampliação do atendimento à saúde na cidade. Hoje concluímos a entrega das 19 miniusinas de oxigênio com essa [da Vila Mariana] e depois nas AMAs Sapopemba e José Pires, completando as 19, que além de terem importância para o atendimento contribuem para uma economia mensal de R$ 250 mil”, disse o prefeito Ricardo Nunes. Além de alimentar os 30 leitos de UTI que são esperados com a conclusão do equipamento, a miniusina poderá também abastecer os cilindros de oxigênio dos equipamentos de Saúde da região.

O secretário Edson Aparecido falou sobre a importância destes equipamentos para a pandemia. “Com essas 19ª miniusinas teremos a capacidade para ampliar até o dia 20 de junho a abertura de mais 250 leitos de UTI aqui na cidade”, ressaltou.

A operação das três usinas está prevista para o dia 18 de junho. As unidades das AMAs Sapopemba e José Pires terão capacidade para produzir 20 metros cúbicos de oxigênio por hora, cada.

A UPA Jabaquara, inaugurada em abril, também recebeu uma mini usina.

Advertisement
1 Comentário

1 Comentário

  1. Junior

    12 de julho de 2021 at 17:49

    Cade a upa que nunca tem inauguração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados