Siga-nos

Esporte

Vila Clementino ganhou centro paralímpico

Publicado

em

Iniciativa da Unifesp fará treinamento, reabilitação e ambulatório para Levantamento de Peso

O Jabaquara terá um dos maiores centros Paralímpicos do mundo e o maior da América Latina. Mas também aqui na região acaba de ser inaugurado um Centro de Treinamento, Reabilitação e Ambulatório Paralímpico de Levantamento de Peso, na Vila Clementino, por iniciativa da Unifesp, em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro.
A disciplina de Medicina Esportiva e Atividade Física da Universidade, criada em 1997, sempre atendeu atletas amadores e profissionais bem como praticantes recreativos via SUS no âmbito ortopédico, clinico e fisioterapêutico.
Atletas como Maurrem Maggi, Jardel Gregorio, Artur Zannetti já foram acompanhados pelo Centro de Traumatologia do Esporte (CETE). Muitas parcerias importantes foram firmadas como Centro FIFA, Confederação de Rugby, Federação Paulista de Ginastica Artística, powerlifiting (levantamento de peso).
“O acordo junto à Federação de Levantamento de Peso foi um dos mais antigos do CETE. Por meio dele, muitos atletas foram tratados e adquirimos uma experiência muito particular nestes 16 anos”, salienta o coordenador do projeto e do ambulatório, Alberto Pochini.
Pochini revela que receberam com especial atenção a solicitação de sediar um centro de treinamento paralímpico de levantamento de peso via comitê paralímpico brasileiro. “Este não representa um movimento único, mas amplo no cuidado com o paratleta, já que estaremos também estendendo atendimento médico clinico e ortopédico além de fisioterapêutico aos paratletas”, finaliza.
Na cerimônia de inauguração, Moises Cohen, chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, agradeceu a todos que colaboraram para mais esta conquista, com destaque para Murilo Spina, chefe de classificação funcional de para-halterofilismo do comitê. “Além de ficarem disponíveis para o treinamento dos paratletas, os equipamentos do centro também poderão ser utilizados pela comunidade”, explicou Cohen.
Ele ressaltou ainda o reconhecimento alcançado pela disciplina de Medicina Esportiva e Atividade Física. “Colaboramos com o esporte nacional, do ponto de vista científico e acadêmico”.
A reitora Soraya Smaili falou sobre o conhecimento que a Unifesp possui na área da medicina do esporte, sendo uma referência nacional e internacional no tema.
Soraya mencionou também a renovação do acordo de cooperação entre a Unifesp e a Prefeitura para o uso do Clube Escola.
Já a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, destacou a importância do esporte e o impacto dele na questão da saúde. “Cada vez que nós investimos no esporte, nós estamos reduzindo os custos na saúde e garantindo qualidade de vida no envelhecimento. Esperamos que esse centro possa ser um polo de produção de conhecimento”.
O Centro de Treinamento, Reabilitação e Ambulatório Paralímpico de Levantamento de Peso foi inaugurado junto ao Clube Escola Unifesp, na Estado de Israel, 636 – Vila Clementino.

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados