Siga-nos

Coronavírus

Unidades do Sesc arrecadam alimentos não-perecíveis

Publicado

em

Mesa Brasil

A pandemia causada pelo novo coronavírus agravou a crise econômica, social e sanitária no país, e o Sesc – Serviço Social do Comércio – tem trabalhado na urgência em atender as necessidades básicas dos cidadãos. Por intermédio do Mesa Brasil, programa criado pelo Sesc São Paulo há 26 anos e que busca alimentos onde sobra para distribuir aos lugares em que falta, a atuação foi intensificada para minimizar o aumento exponencial da fome.

Para ampliar essa corrente de solidariedade e levar comida a mais famílias em vulnerabilidade, a instituição convida a sociedade como um todo para se unir a essa iniciativa de ajuda ao próximo com a doação de alimentos não perecíveis. Desde 11 de maio, todas as unidades do Sesc no estado de São Paulo passaram a ser um ponto de arrecadação de doações.

Na zona sul da capital paulista, há unidades:

  • Vila Mariana – Rua Pelotas, 141);
  • Ipiranga – Rua Bom Pastor, 822);
  • Santo Amaro – Rua Amador Bueno, 505)
  • Interlagos (Avenida Manuel Alves Soares, 1100)
  • Campo Limpo (Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120)

O QUE DOAR

Alimentos não perecíveis como arroz, feijão, leite em pó, óleo, fubá, sardinha em lata, macarrão, molho de tomate, farinha de milho e farinha de mandioca. Neste momento, a prioridade da campanha é a arrecadação de alimentos para o combate emergencial à fome.   

MESA BRASIL

Desde o início da pandemia o programa coletou, selecionou, transportou e distribuiu mais de 8,2 mil toneladas de alimentos e 520 toneladas de produtos de higiene e limpeza. Foram distribuídas ainda mais de 18.400 cestas de alimentos, somadas às 55 mil cestas básicas, combinadas a kits de produtos de higiene pessoal e limpeza, adquiridas pelo Sesc São Paulo e distribuídas entre as famílias em vulnerabilidade, incluindo comunidades indígenas e refugiados. A aquisição para doação foi algo inédito no programa.

Mobilização

De acordo com os idealizadores, a mobilização tem como propósito fortalecer um tecido social que, de tão abalado, apenas irá se reconstituir aos poucos e com o engajamento de todos. “Existe muita gente ávida por ajudar, mas que reluta em saber exatamente qual seria a melhor forma de efetivar sua colaboração. Nesse sentido, a reputação que o Sesc angariou ao longo de anos de comprometimento, acrescida da experiência de 26 anos do programa Mesa Brasil, pode ser um fator que auxilie na tomada de decisão consciente, tendo por objetivo a ajuda ao próximo.”, afirma Danilo Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

A campanha Ação Urgente contra a Fome visa a arrecadar alimentos não perecíveis e que não requerem refrigeração, importantes para a nutrição e essenciais para uma alimentação adequada e saudável de uma família. E o Sesc  aproveita a ação para conscientizar a população sobre a importância da doação responsável, com itens de qualidade e dentro da validade.

Aos que se dirigirem até uma unidade para deixar a sua contribuição, a instituição pede que esse deslocamento seja realizado dentro dos protocolos de controle de transmissão vigentes, observando-se o uso correto da máscara de proteção facial e álcool em gel para higienização pessoal, em atendimento à necessária limitação da circulação de pessoas nesse período.

Os mantimentos arrecadados serão entregues às instituições sociais cadastradas no programa Mesa Brasil Sesc São Paulo, que repassam os itens às famílias assistidas, contemplando todas as camadas da sociedade que atualmente vivem em situação de vulnerabilidade social. A distribuição irá contemplar os municípios onde o Sesc está presente e o entorno de cada região.

As doações podem ser feitas no horário de funcionamento das unidades do Sesc em todo estado. Os horários de funcionamento das unidades podem ser consultados em sescsp.org.br.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados