Siga-nos

Coronavírus

Um em cada dez paulistanos já teve Coronavírus, diz Prefeitura

Publicado

em

Depois de visitar quase 6 mil domicílios e fazer testagem para amostragem com mais de 2.800 pessoas, a Prefeitura anunciou: 10% dos paulistanos já contraíram Covid 19 e apresentam anticorpos da doença. Ou seja, o Inquérito Sorológico Municipal mostra que um em cada dez paulistanos já tenha tido a doença.

O número – que totaliza 1.200.000 casos – é semelhante ao total de casos em todo o país, mas isso se explica porque a amostragem indica quantas pessoas efetivamente já se contaminaram, independente da confirmação por teste de cada um dos casos.

Se no princípio da pandemia no Brasil a maior parte dos casos se concentrava em bairros nobres – já que muitos contágios aconteceu no exterior por empresários, estudantes ou turistas – agora a doença está principalmente nos bairros mais pobres e nas casas que concentram mais gente em menos espaço.

Ou seja, a maioria das pessoas que se contaminaram de março para cá é de pessoas que continuaram a trabalhar, usar o transporte público.

Testes

A maioria dos países que conseguiu controlar a Covid de forma eficaz e sem novos picos da doença atingiu esse objetivo testando a população. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade recebeu o total de 294 mil testes rápidos do Ministério da Saúde e adquiriu mais 115 mil. Os testes têm sido distribuídos e realizados nas UBS, Hospitais Municipais, UPA’s (Unidade de Pronto-Atendimento), Prontos-Socorros, Assistência Médica Ambulatorial (AMA) 12h e 24h, das seis Coordenadorias de Saúde.

Entre fevereiro e 1 de julho, foram realizados 215.470 exames em pacientes com suspeita da doença e profissionais de saúde, principalmente, numa média de 4.300 exames de PCR por dia na capital. Profissionais de segurança pública em atividade com sintomas e pessoas com 60 anos ou mais, residentes em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) ou Centro de Acolhida Especial para Idosos (CAEI) com sintomas ou pessoas com 60 anos ou mais: com sintomas de síndrome gripal iniciados há pelo menos 8 dias também forma testados.

Leitos

O Jornal São Paulo Zona Sul também questionou a Secretaria Municipal da Saúde sobre a contratação de leitos de hospitais particulares para atendimento aos pacientes de Covid que buscam ajuda no SUS, em equipamentos municipais, que havia sido anunciado pelo prefeito Bruno Covas em maio. “Foram contratualizados 190 leitos de UTI Covid-19 em hospitais filantrópicos e privados; Cruz Vermelha, Next Butantã, Beneficência Portuguesa, Leforte, Hospital Albert Einstein, Hospital Oswaldo Cruz, Santa Casa de Santo Amaro, Santa Cruz, Santa Isabel, Santa Marcelina, Hospital Salvalus e São Cristóvão”, informou a SMS, em nota, acrescentando que foram utilizadas 762 diárias para o atendimento de 170 pacientes nos leitos de UTI contratados, com um total de 129 altas e 10 óbitos.

Até o último dia 05 de julho as Unidades contavam com 130 pacientes internados na UTI, 190 leitos em operação, com uma taxa de ocupação de 68% . A pasta esclarece que a taxa de ocupação de leitos de UTI é dinâmica e pode variar durante o dia.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados