Siga-nos

Problemas na região

Subprefeitura leva cem dias para reformar praça e deixa entulho e buracos na calçada

Publicado

em

Entulho está há mais de dez dias na Praça Santa Rita, sujeito a ser levado por enxurrada…


 

Legenda das fotos (de cima para baixo): Entulho abandonado nas calçadas e áreas “ajardinadas”. Buraco junto ao ponto de táxi da Praça.  Guia que não foi rebaixada conforme prometido. Novo pixo já com problemas, por conta da raiz das árvores da Praça.

Em 6 de outubro de 2010, desembarcaram na Praça Santa Rita de Cássia várias equipes para iniciar uma ampla reforma. Segundo a Subprefeitura de Vila Mariana informou, à época, seriam reformados os passeios, com implantação de blocos intertravados no piso e alargamento das calçadas, que também ganhariam rampas de acessibilidade. O ajardinamento também estava previsto.

Cerca de 100 dias depois, a obra foi finalizada – pelo menos, as equipes sumiram. Tanto tempo para reformar uma praça fez com que os moradores acreditassem em um resultado muito bom. “É inacreditável que largaram a praça nesse estado”, diz um morador do bairro, idoso, que caminha por ali rotineiramente. Ele conta que há entulho e areia por todo lado, buracos, restos de folhagem… Até a placa indicando a obra foi deixada pelos funcionários. O leitor critica também os bancos instalados, que considera velhos e inadequados. “E já foram ocupados por moradores de rua”, diz ele.

Os problemas não param aí. A jardinagem não foi feita e com as recentes chuvas muita lama se forma na praça. “Para que aquela montanha de terra ali”, questionou um transeunte quando nossa equipe fotografava no local. Alguns blocos do piso também já estão se soltando e dois buracos foram deixados abertos: um enorme, em plena calçada, que foi coberto por vizinhos para evitar acidentes. Outro, na área que deveria estar ajardinada, expondo cabeamento.

Depois que o jornal São Paulo Zona Sul encaminhou a denúncia à Subprefeitura de Vila Mariana, parte do entulho foi removida, mas os outros problemas ainda não foram resolvidos. A alegação, enviada em resposta ao SPZS, é de que a reforma ainda não terminou, embora não se vejam mais funcionários ou equipes no local há dez dias. A Subprefeitura diz que enviou um engenheiro ao local, na tarde de ontem, 13 e que ele não encontrou entulho no local, apenas dois palets de blocos e areia – material que será usado na continuação da reforma. “No início da semana nossa  equipe esteve no local e removeu o entulho”, diz a nota da Subprefeitura. Mas, as fotos foram feitas pela equipe do jornal na quarta.

Vale lembrar que a Prefeitura sempre faz campanhas para que o cidadão não faça despejos de entulho em via pública, em especial porque este material, levado pelas chuvas, entope bueiros e galerias, contribui para enchentes.

A nota ainda diz que será feita colocação de terra nos canteiros, trabalho que foi prejudicada em decorrência das chuvas, o que causou o atraso no ajardinamento e paisagismo. E finaliza: “Lamentamos a reclamação precoce já que os serviços não foram ainda concluídos”.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados