Siga-nos

Sem categoria

Seleção se hospeda na Vila Mariana e ruas são interditadas

Publicado

em

A Vila Mariana parou para ver a seleção brasileira de futebol esta semana. Literalmente. Depois de desembarcar em Congonhas, na noite da terça, dia 10, os atletas foram de ônibus pelo corredor norte sul, durante 20 minutos, até o Hotel Pullman, na Vila Mariana, onde ficaram hospedados.
Já naquela noite havia um grande número de pessoas saudando e gritando nomes dos jogadores. No dia seguinte, quando os craques saíram em direção ao Itaquerão, novamente a gritaria foi grande, com celulares a postos para registrar a passagem do ônibus oficial da equipe (foto).
Nas ruas ao redor, tudo interditado! O forte esquema de segurança montado no quarteirão do hotel, na rua Joiville, que ficou interditada. Mais de 100 homens das polícias militar, federal e do Exército ocupavam áreas próximas e facilitaram entrada e saída do ônibus da seleção, durante o treino e na saída para o jogo.
Até a avenida 23 de Maio ficou parcialmente bloqueada, em um grande círculo de proteção metros à frente e atrás da comitiva.
Só hóspedes, pessoas com reservas já confirmadas e trabalhadores do Hotel Pullman ou negócios próximos eram liberados na via. Outros hóspedes precisaram usar pulseira de identificação para garantir a segurança.
Todos os carros eram abordados e algumas figuras como Cafu ou o pai de Hernanes eram liberados, além de profissionais cadastrados da imprensa.
Moradores da região também relataram ter cruzado com o ônibus da seleção croata que, embora estivesse hospedada no centro antigo da capital, também circulou pelo corredor norte-sul.
Na capital paulista, a Seleção Brasileira fez um treino de reconhecimento do gramado da Arena Corinthians, o palco da estreia contra a Croácia, por uma hora.
Depois da partida, a seleção vai rumo à Fortaleza onde, na próxima terça-feira, dia 17, enfrenta a seleção do México, às 16h. No dia 23, a equipe estará em Brasília, onde acontece o jogo contra a seleção de Camarões, último da primeira fase da Copa.

 

 

Decoração se espalha pelas ruas da região

A poucos dias do início da Copa, a região foi ganhando tons verde-amarelos. Nos shopping centers da região, lojas de artigos esportivos estavam lotadas desde o último fim de semana e as camisetas ou outros artigos da seleção estão se esgotando. Também nas ruas e avenidas comerciais, o movimento em busca de bandeirinhas e enfeites em lojas populares só faz aumentar: bandeirinhas, enfeites e buzinas são os artigos mais procurados.
Com o transcorrer da primeira fase, a expectativa é de maior adesão à torcida pela seleção que sempre foi motivo de orgulho para o país. Agora, já é fácil encontrar várias vias enfeitadas para a torcida.
Nas fotos Rua Joaquim de Almeida (abaixo) e, à direita, avenida Onze de Junho, na Vila Clementino, Rua Dom Luis de Bragança, em Mirandópolis, e Avenida Odila, no Planalto Paulista.
O movimento está crescendo também nos bares, que vão exibir jogos do Brasil e outras seleções durante a Copa (veja na página 7).

 

 

 

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados