Jornal São Paulo Zona Sul

Rodízio vale também para o fim de semana

Dias pares, como esse sábado, 16, só podem circular carros com placa de final par. E em dias ímpares, como o domingo, 17, só os veículos com placas de final ímpar têm autorização para rodar na cidade. Quem descumprir pode ser multado por agentes da CET ou por radares espalhados por toda a cidade que fazem Leitura Automática de Placas.

No próximo fim de semana, a situação se inverterá – caso o rodízio seja mantido. No sábado, 23, serão os carros de final par que não poderão circular e, no domingo, os carros de final par.

Vale ressaltar que, diferente do rodízio tradicional, o novo rodízio implantado pela prefeitura na última segunda-feira, 11, estende-se por toda a cidade – ou seja, o carro não pode circular em nenhuma rua, sob risco de ser multado.

Também é importante reforçar que o rodízio vale das 00h01 até meia noite seguinte, ou seja, pela s24 horas e não apenas no horário de pico como a Operação tradicional. A restrição vale para veículos de outras cidades, ou seja, independente do local de licenciamento do veículo, enquanto durar a situação de emergência declarada por meio do Decreto nº 59.283/20. A exceção é o dia 31/5, quando todos os veículos poderão circular.

O valor da infração supera R$ 130 e ainda gera 4 pontos na Carteira Nacional de Habilitação do Motorista.

Durante a semana toda, o rodízio de veículos resultou em maior lotação no transporte público e, por outro lado, não aumentou o isolamento social, como pretendido pelas autoridades. O nível de isolamento social permaneceu abaixo dos 50% durante toda a semana e, na sexta, 15, foi de apenas 47% no Estado de São Paulo e 48% na cidade.

O Governo também já avisou que não vai relaxar a quarentena caso o isolamento social não aumente. Está sendo estudada a possibilidade de estabelecer lockdown caso a taxa de isolamento não aumente, mas não dá detalhes de como seria operacionalizado esse sistema que restringe a circulação de pessoas ao máximo. Em tese, como ocorreu em outros países, a população só pode sair de casa com autorização e explicação dos motivos.

 

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!