Siga-nos

Pets

RG Animal é grátis e pode ser obtido pela internet

Publicado

em

RGA pela internet

Desde segunda, 15, o Registro Geral do Animal (RGA)  pode ser obtido, gratuitamente, em versão eletrônica. Embora seja obrigatório há 20 anos, por lei de 2001, o documento ainda não é realidade para muitas pessoas e a Prefeitura agora espera que o processo seja facilitado. Além disso, o RGA foi repaginado e está mais atraente.

Censo feito pela Prefeitura há cerca de seis anos, aponta que, em 43% dos domicílios urbanos há presença de cães ou gatos: em 28,6% há somente cães, 7,7% somente gatos e em 6,7% ambas as espécies. Estima-se a população de cães em 1.874.601 e de gatos em 810.170.

O serviço gratuito oferecido pela Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap) funciona como uma carteira de identidade para bichos de estimação e é emitido para cães e gatos com idade superior a três meses. O documento, timbrado e numerado, apresenta, além dos dados do animal, as informações sobre o tutor. O animal registrado recebe uma plaqueta com o número do registro correspondente e deve usá-la permanentemente presa à coleira.

“Agora o tutor terá a facilidade de solicitar o serviço também de forma on-line, e receberá o RGA em arquivo digital para manter o documento do seu melhor amigo sempre disponível”, avaliou a coordenadora da Cosap, Analy Xavier.

Para o munícipe que preferir, o serviço também poderá ser solicitado presencialmente. Para isso, é necessário comparecer a uma das praças de atendimento da prefeitura e apresentar os documentos necessários.

O RGA eletrônico, além de moderno, é mais um incentivo à identificação dos animais do município. “É fundamental que os tutores façam o RGA e mantenham a plaqueta de identificação em seus cães e gatos. Muitos animais perdidos ou roubados puderam reencontrar suas famílias porque estavam com a plaqueta de identificação presa na coleira”, pontuou Analy.

Como fazer

Documentos necessários: RG e CPF do tutor, comprovante de residência atualizado em nome do tutor (emitido nos últimos 90 dias), foto do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver.

O serviço é gratuito.

A solicitação pode ser feita online por meio do Portal SP156 https://sp156.prefeitura.sp.gov.br/portal/servicos.

Se for feita de forma presencial, é necessário agendar horário em uma das 17 praças de atendimento municipais. Mais informações pelo telefone 156.

Vacinação antirrábica

A vacinação contra a raiva para cães e gatos é disponibilizada gratuitamente o ano todo pela Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Até dezembro a capital conta com dois postos volantes para facilitar a imunização dos animais.

Na zona sul, o endereço de posto volante mais próximo é o do Ipiranga, na avenida Nazaré, altura do nº 301, próximo ao posto de bombeiros, que opera em datas específicas, com agenda para os dias 1º e 15 de dezembro.

A cidade ainda conta com 14 postos fixos nas Unidades de Vigilância em Saúde (Uvis), disponíveis durante todo o ano para vacinar os animais contra a raiva. A campanha da SMS é gratuita e permanente.

Na zona sul, há dois postos fixos:

– Uvis Cidade Ademar – rua Maria Cuofono Salzano, 185, de segunda a sexta, das 8h às 15h.

– Uvis Jabaquara – rua Genaro de Carvalho, 101, segunda a sexta, das 8h às 15h.

Cães e gatos podem receber a vacina antirrábica a partir dos três meses. Para transportar cães bravos ou mordedores é necessário utilizar focinheira apropriada. Já os gatos devem ser levados em caixas de transporte. Após receber a vacina, o animal pode beber água e se alimentar normalmente. Animais que estejam com diarreia, em tratamento ou recuperando-se de cirurgia devem aguardar a plena recuperação.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados