Jornal São Paulo Zona Sul

Procon notifica Enel sobre falta de energia

A Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, notificou a distribuidora de energia elétrica de São Paulo Enel a prestar esclarecimentos sobre a suspensão no fornecimento dos serviços. A empresa tem até essa sexta, 1, para fornecer as informações.
A Enel deverá informar qual a média mensal e diária da suspensão ou corte de fornecimento de energia elétrica na capital; quais os motivos da falta do fornecimento de energia e quais ações foram tomadas para reduzir esse número; qual a política adotada nos casos de pedido de indenização feita por consumidores que sofreram danos materiais em decorrência da falha no serviço de fornecimento; quais áreas sofreram suspensão de fornecimento dos serviços nos últimos cinco dias, quanto tempo durou e se medidas preventivas poderiam ter sido adotadas.
Reclamações
No ano de 2018, dos principais motivos que geraram abertura de reclamação, por volta de 78% tratavam de não atendimento do pedido do consumidor (alta de consumo sem revisão de fatura, não atualização do cadastro, não inspeção do medidor, não realização de perícia do aparelho danificado para indenização); 14% foram sobre indeferimento de pedido de indenização; e 8% sobre não retificação da fatura ou discordância do valor revisado.
Fonte: Fundação Procon-SP

1 comentário

  • Essas empresas entram no Brasil como se calça um sapato. Estão pouco se lixando com os Brasilriros. Sempre foi assim desde a primeira privatização da Eletropaulo. A tal da ANEEL é um cabide de emprego que deve ser remunerada por essas empresas que entram e saem do Brasil como se fosse de SP a Santos. Vejam quantas pessoas a Enel já demitiu desde quando assumiu. Cadê os órgãos competentes que não acompanham essas atitudes? Será que se fosse a Itália as autoridades aceitariam? O Brasil é uma terra de ninguém, os estrangeiros entram, agradam algumas pessoas apadrinhadas ou que puxão o saco, como pudemos ver um diretor se justificar em um jornal da Rede Globo sobre a falta de energia, do Call Center ele só veio com números e não soube explicar nada. Só mencionou que foi uns dias a típico. Todos que já trabalhamos nesse segmento sabemos que essa época tem que haver uma estratégia planejadas atencipada, como era feita na quando a empresa era estatal, não havia tantos transtorno. Tudo isso devemos ao governo do PSDB, em especial só senhor Mário Covas, que não lamento nem um pouco o lugar que ele está. E sua geração está no mesmo rumo, não gosta de trabalhar, entraram para a política. Acho bom o que está acontecendo, e desejo que piore.

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!