Siga-nos

Serviço

Previdência ameaça desativar agência do INSS no Jabaquara

Publicado

em

Foi publicada em 22 de outubro uma resolução no Diário Oficial da União nada positiva para moradores da região: estabelece a desativação da agência da Previdência Social no Jabaquara. A unidade atende nada menos que 8.400 pessoas por mês, de acordo com informações do próprio Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS.
São pessoas em busca de informações e que pretendem abrir processos de aposentadorias, pensões, auxílios-doença, entre outros oferecidos pelo instituto. Quando inauguradas esta e outras agências na zona sul da capital, o INSS informou que o objetivo era ampliar a rede de atendimento e, dessa forma, melhorar os serviços prestados e reduzir a demanda por unidade.
Com um fechamento, os segurados deverão procurar outras unidades da capital, como a Vila Mariana, na Rua Santa Cruz, ou a de Cidade Ademar. Mas, talvez a situação possa ser revertida. “Tive informação esta semana de que nos próximos dias a resolução será revogada”, afirma o deputado federal Arnaldo Faria de Sá. Além de dedicado à terceira idade e ter em sua plataforma a defesa de melhores condições para os aposentados, o parlamentar tem escritório na região do Jabaquara e defende a manutenção da agência.
“Os idosos teriam que voltar a ser atendidos na Vila Mariana ou em outra unidade, que já tem atendimento saturado, não faz sentido”, afirma. “Prejudicaria também as pessoas que são atendidas nestas unidades vizinhas, onde haveria grande aumento da demanda”, conclui.
Ele acredita que a nova publicação, revogando a resolução de desativação, será publicada nos próximos dias. “A pressão surtiu efeito e a agência será mantida”.
Procurada pelo jornal São Paulo Zona Sul, a assessoria de imprensa do INSS em São Paulo, foi evasiva. Disse apenas que a Procuradoria do INSS está analisando a possibilidade de manter a agência em funcionamento.
Imóvel
O deputado Arnaldo Faria de Sá diz ter sido informado de que o encerramento das atividades foi definido porque não teria havido acordo para renovação do aluguel do imóvel onde está sediada a agência, na Rua Cambuís. “Não é possível que por falta de negociação a agência fosse desativada”, analisa.
Inaugurada em 2007, a agência Jabaquara funciona em imóvel alugado. Em 2011, o INSS anunciou que estava procurando um imóvel no Jabaquara, para compra. A intenção era conseguir um imóvel que “possua área útil de 1.000 a 1.350 metros quadrados, distribuídos em um único pavimento térreo, respeite as leis de acessibilidade, conte com a facilidade do transporte público e tenha proximidade com a rede bancária, além de não integrar condomínio”.
O problema é que a negociação deveria ser através de permuta, ou seja, o proprietário deveria se interessar por trocar um imóvel no bairro por outro do INSS.
A mudança, entretanto, nunca ocorreu. Segundo a assessoria de imprensa do INSS, apesar de várias tentativas, não foram encontrados imóveis na região que atendessem aos critérios técnicos para a instalação de uma unidade de atendimento ou que estivessem com a documentação regularizada.
O INSS diz que agora não há mais interesse em adquirir imóvel na região.
Chamada Amador Bueno, a agência Jabaquara do INSS funciona de segunda a sexta, das 7h às 17h. Por enquanto, o endereço continua sendo da Rua Cambuís, 326. A agência Vila Mariana fica na Rua Santa Cruz, 707. A de Cidade Ademar, na Av. Santa Catarina, 2.211, Vila Santa Catarina.

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados