Siga-nos

Urbanismo

Prefeitura inaugura memorial onde houve acidente com avião

Publicado

em

Quando o acidente ocorreu, matando os 199 passageiros e tripulantes do voo JJ 3054 da TAM, a Prefeitura declarou que a segurança ao redor do Aeroporto iria aumentar. Prometeu projetos, criou polêmicas com moradores do Jabaquara ao dizer que as casas do entorno do Aeroporto estavam já, em sua maioria desocupadas e poderiam servir para ampliar a pista de Congonhas. Foi prometida também uma praça em homenagem às vítimas, na área deixada livre após o impacto do Airbus…
A única coisa que saiu do papel, e ainda assim só agora, cinco anos após o acidente, foi o Memorial. Na data em que os familiares lembraram os cinco anos exatos do acidente, a Prefeitura entregou a Praça Memorial 17 de Julho,
Durante a cerimônia, a Afavitam (Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo TAM JJ3054) homenageou também todos os trabalhadores que participaram da obra da praça, funcionários da Prefeitura e o arquiteto Marcos Cartum, responsável pelo desenho do memorial. “É muito importante que este memorial seja um marco para a cidade, na porta do Aeroporto de Congonhas, para que se reflita sobre a necessidade de mais rigor no cumprimento das normas de segurança”, afirmou Dário Scott, presidente da associação.
A construção da Praça Memorial 17 de Julho decorre do compromisso assumido pela Prefeitura em construir um Memorial em homenagem às vítimas do acidente. As obras tiveram início em dezembro de 2011, com um investimento de cerca de 3,6 milhões de reais. O projeto inclui pedidos da Afavitam, que participou de todas as etapas. A arquitetura do local está centralizada ao redor de uma amoreira, a única árvore que resistiu ao acidente. No centro da praça está instalado um espelho d’água, no qual estão inscritos os nomes das vítimas, e 199 lâmpadas de LED lembram o número de pessoas que faleceram. Para iluminação, foram dispostos em um círculo 25 postes, desenhados especialmente para o local, com três focos de luz cada um. Os brinquedos instalados no playground também foram especialmente projetados. O muro de arrimo que cerca toda a praça tem plantas típicas que brotam no meio de suas pedras.

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados