Siga-nos

Turismo e Lazer

Parque Cientec está fechado, mas pode ser visitado virtualmente

Publicado

em

Durante a pandemia, aulas, projetos e eventos da Universidade se adaptaram ao ambiente virtual e continuaram acontecendo de maneira remota com vídeos, lives, webinars e outras ferramentas tecnológicas. Assim como essas atividades, o Cientec, Parque da Ciência e Tecnologia da USP, em São Paulo, oferece possibilidades on-line como um passeio virtual (parquecientec.usp.br/passeio-virtual)) pelas atrações que existem no local.

“Em função da pandemia decidimos voltar para a sociedade algo que fosse benéfico, mesmo dentro de casa, e dentro do que o parque oferece e faz”, explica o professor Flávio Berchez, diretor do Parque Cientec. São diversas opções. Os visitantes podem aprender vários aspectos sobre o meio ambiente, a sustentabilidade, a ciência e a tecnologia.

Na Trilha das Fontes do Ipiranga, por exemplo, são apresentadas as plantas da mata nativa, seus processos e adaptações, além das suas relações com as mudanças climáticas. Mas, antes de entrar, o guia virtual ressalta algumas informações: a trilha está “em uma unidade de conservação instituída por lei estadual, o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (PEFI), a maior área de natureza protegida dentro do Município de São Paulo. O mais importante ao adentrarmos a mata é o respeito aos seus habitantes. Afinal de contas, é a casa deles”.

No espaço do Planetário, além de saber a função desse ambiente especialmente projetado para simular o céu estrelado noturno e diurno em diferentes épocas do ano e locais, também estão disponíveis viagens pelo universo. São vários vídeos com imagens fascinantes do espaço, dos planetas e estrelas. Já no Espaço Geofísica, são respondidas perguntas como “É possível ir até o centro da Terra? Como estudar o interior da Terra? Há Terremotos no Brasil? Para que serve o Campo Geomagnético? Como encontrar riquezas enterradas? E as Auroras, Tsunamis, A Poluição de Águas Subterrâneas?”

Dá para transitar também na Alameda do Sistema Solar e descobrir as mais variadas curiosidades científicas que explicam os planetas do universo. Mas se o objetivo for ficar pela Terra mesmo, o Circuito da Compostagem está disponível para ensinar sobre esse processo biológico que ocorre no solo. Uma instalação para entender mais sobre matéria orgânica está sendo construída para quando o parque puder voltar a receber visitas presenciais.

Em Os Brinquedos da Física, pode-se ainda entender como os processos físicos funcionam, e em Solo na Escola, aprender sobre a formação e o desenvolvimento do solo. Um projeto desenvolvido para instruir estudantes das redes pública e particular, além dos visitantes interessados. São atrações a perder de vista com apenas alguns cliques de distância!

O passeio virtual também tem outros conteúdos para serem explorados, como as áreas que explicam a Ciência e arte da fotografia, como funcionam as lunetas, a presença da Matemática em tudo, a História da Terra e os segredos de uma Estação Metereológica. Para finalizar o passeio, há ainda a Trilha do lago, com a flora, a fauna e o lago resultante das nascentes do rio Ipiranga, e uma série debates chamados “reuniões abertas” sobre temas que permeiam ciência, sociedade e educação. Todas essas atrações da trilha virtual são para “permitir que as pessoas tenham acesso às informações sobre tecnologia e ciência, sem sair de casa, de maneira interativa e divertida”, destaca o professor Flávio.

O projeto é coordenado por ele e por Marcelo Herani, técnico em informática do CienTec. Cada sessão do site, que sempre é atualizado, possui uma equipe específica de estudantes, monitores, bolsistas e pesquisadores.

Acesse as redes sociais, Facebook  e Instagram , para acompanhar as novidades e a programação de lives.

Por: Crisley Santos/
Jornal da Usp

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados