Jornal São Paulo Zona Sul

Obras principais da Linha Ouro ainda não foram retomadas

Ainda está em processo de contestação a escolha de nova empresa para retomar as obras paradas da Linha 17 – Ouro, do metrô, no trecho que vai ligar o Aeroporto de Congonhas ao Morumbi, em monotrilho que circula sobre vias suspensas em vigas.

Em março, o metrô rompeu contrato com o consórcio Monotrilho Integração, por considerar que as obras estavam em ritmo muito lento. Uma nova licitação foi aberta e em agosto foram abertos os envelopes com propostas.

O vencedor foi o Consórcio Constran, que chegou a ser habilitado pelo metrô após análise de documentação em 11 de setembro. Porém, um dos consórcios derrotados no processo entrou com recurso questionando a habilitação da empresa e agora o metrô precisa analisar. Há ainda a hipótese de a empresa resolver recorrer à Justiça, caso o resultado não seja favorável.

Assim, não se sabe quanto mais vai atrasar a retomada das obras.

Trechos

A construção da Linha Ouro é subdividida em cinco partes, cada uma tocada por um grupo diferente: um para o pátio de manutenção, três responsáveis pela construção de nove estações e mais um, considerado o principal por incluir trens, as vigas por onde circularão e a sinalização. É justamente este principal que está com os trabalhos parados.

O edital da nova licitação foi lançado no dia 25 de maio e previa a contratação de empresas para:
– execução de obras civis remanescentes;
– implantação de acabamento; paisagismo; comunicação visual;
– instalações hidráulicas das estações Congonhas, Brooklin Paulista, Jardim Aeroporto, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e Pátio Água Espraiada.

Também está prevista a implantação de uma ciclovia, recapeamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho, edificação do Centro Comunitário e Esportivo e o lançamento de vigas pré-moldadas.

Copa do Mundo

A obra deveria ter sido concluída antes da Copa do Mundo Fifa Brasil, em 2014. Mas, agora, sequer há previsão de quando iniciará suas operações.

Há ainda um segundo trecho previsto para ligar a estação Jabaquara ao aeroporto, pela Avenida Jornalista Roberto Marinho. Entretanto, como também não há previsão de quando a expansão da avenida será construída e também por conta dos inúmeros problemas envolvendo a construção do trecho Congonhas Morumbi, o metrô simplesmente engavetou o projeto.

Veja também em nosso site: interdições de trânsito por conta das obras da linha 17 – Ouro, na Marginal Pinheios e na Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Comentar