Siga-nos

#Vacinação

Multivacinação no fim de semana

Publicado

em

multivacinação

Com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal e a maior proteção das crianças a partir de seis meses, a campanha de multivacinação seguirá na capital neste fim de semana, em conjunto com a vacinação contra a Covid-19. No sábado (14), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) abrirá as Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Integradas, das 7h às 19h. As cadernetas de vacinação também poderão ser atualizadas com outros imunizantes.

No domingo (15), os parques Buenos Aires, Severo Gomes, do Carmo, Villa-Lobos, da Independência e da Juventude aplicarão, das 8h às 17h, imunizantes contra Covid-19, gripe, entre outras vacinas. Na avenida Paulista, a multivacinação ocorrerá em uma tenda, instalada no número 52, para as faixas etárias elegíveis. Já no número 995, uma farmácia parceira aplicará somente vacina contra a Covid-19, das 8h às 16h.

A partir da segunda-feira (16), a vacinação volta a ocorrer em toda a rede: UBSs e AMAs/UBSs Integradas, das 7h às 19h, e megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h.

Serão disponibilizados imunizantes, como: Covid-19, influenza, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), BCG, pentavalente, vacina inativada poliomielite (VIP), vacina oral poliomielite (VOP), pneumo 10, rotavírus, meningo C, varicela, hepatite A, febre amarela, DTP (difteria, tétano e coqueluche), dupla adulto, hepatite B, HPV, meningo ACWY e pneumo 23.

“Nós temos realizado um trabalho importante de prevenção por meio da imunização. Em março começamos com a quarta dose contra Covid-19, em abril iniciamos a vacinação contra gripe, sarampo e poliomielite, além de levarmos às escolas a multivacinação e vacina contra a Covid-19. Então nós estamos fazendo um trabalho para prevenir que casos leves se agravem e que doenças extintas, como a pólio, possam voltar a circular pela capital e pelo Brasil”, diz o secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco.

É válido destacar que, para crianças entre 5 e 11 anos de idade, a vacinação de sarampo e Covid-19 não deve ser aplicada simultaneamente, devendo ser priorizada a imunização contra a Covid-19. Depois de 15 dias pode ser aplicada a vacina contra o sarampo. Para a população em geral, acima de 12 anos e trabalhadores da saúde, pode ser feita a imunização simultânea entre as vacinas de sarampo, gripe e Covid-19.

Mais informações e a lista completa dos postos, pode ser encontrada na página do Vacina Sampa, disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/index.php?p=307599.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados