Siga-nos

Saúde

Jabaquara terá três novas unidades de saúde

Publicado

em

Uma Unidade Básica de Saúde na Vila Guarani, para dividir a demanda com as já existentes, uma Unidade de Pronto Atendimento, com funcionamento 24 horas, junto ao antigo Hospital Santa Marina e outra UPA junto ao Hospital Municipal Arthur Ribeiro Saboya. Os três novos postos de saúde, aliados à reabertura do hospital, devem revolucionar o atendimento público em saúde na região.
A previsão é feita pelo Secretário Municipal de Saúde, José de Filippi Jr, que esteve esta semana em visita à região. Um encontro foi realizado no CEU Caminho do Mar com representantes da comunidade, para apontar os trabalhos que vem sendo realizados pela pasta.
As informações do secretário também vieram no sentido de aplainar críticas ao atendimento em UBS – a maioria delas relacionada à falta de profissionais, que resulta em espera e demora na marcação de consultas em especialidades diversas.
“Temos um déficit de mais de mil médicos na Atenção Básica e, para reduzir a carência, vamos dobrar o número de residentes. Também sabemos que o salário é um ponto fraco para a permanência de profissionais na rede”, admitiu o secretário.
Mas anuncia que serão convocados profissionais de 30 diferentes cargos, aprovados em concursos públicos, já nas próximas semanas.
Para resolver a defasagem salarial, será enviado um Projeto de Lei para a Câmara Municipal que institui o Plano de Carreira da Saúde, para garantir uma melhora de até 70% nos rendimentos dos servidores nos próximos três anos. E promete que a contratação para 30 diferentes cargos na área se saúde se dará já nas próximas semanas.
Outro problema admitido é a falta de segurança em alguns prédios da Secretaria de Saúde. “Infelizmente não temos guardas suficientes para todas as unidades, mas iniciamos uma conversa com o secretário municipal de Segurança Urbana, Roberto Porto. Já deslocamos viaturas para as áreas mais graves. Nos próximos 30 dias vamos aperfeiçoar o sistema de segurança contratada”, afirmou.
Novas unidades
Para o bairro da Vila Guarani, segundo o secretário, já está em andamento a licitação para que seja construída ua nova unidade. Ele afirma que se trata de uma reivindicação de mais de três décadas e que foi contemplada pelo Plano de Metas da atual gestão.
O Plano de Metas inclui ainda uma Unidade de Pronto Atendimento (24 horas, sete dias por semana) no Hospital Municipal Arthur Ribeiro Saboya, também conhecido por Hospital do Jabaquara. Ali, o Pronto Socorro está sempre lotado e pacientes graves acabam dividindo espaço com aqueles que buscam auxílio para questões mais simples. Filippi afirma que a nova UPA também está sendo licitada, mas não deu data para sua abertura. O site que permite acompanhamento do plano de metas da Prefeitura na internet indica que apenas 15% da UPA Saboya já foi concluído (apenas definição do terreno e projeto básico), enquanto que no caso da Vila Guarani a situação está mais avançada. A UBS Integral II já tem definido o terreno e o projeto básico, garantia da fonte de financiamento, e mais o licenciamento e licitação da obra em andamento, numa estimativa de 32,5% da meta alcançada.
As UPAs foram criadas há onze anos pelo Ministério da Saúde com o objetivo de reorganizar o atendimento de emergêcias o país.
Ali são atendidos casos de pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. O objetivo é diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais. Com estrutura simplificada, oferece com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.
Cartão SUS
O secretário anunciou ainda a implementação de um novo modelo do Cartão SUS. O documento contará com um código de barras e permitirá o acesso imediato ao histórico do paciente em qualquer unidade de saúde do país. Outra novidade anunciada foi a instituição do Conselho Municipal de Telesaúde, que prevê a atuação de um colegiado de profissionais médicos que dará suporte à distância aos colegas em atividade nas unidades de saúde, para a emissão de diagnósticos.

 

 

Santa Marina terá UPA ainda em 2014 Hospital reabrirá no Dia das Mães

O hospital era particular mas foi desativado por falência da empresa que o comandava, há três anos. Ficou fechado e chegou a ir a leilão, mas a Prefeitura fez um acordo com a Operador Amil de Saúde e assumiu o hospital. “Eu diria que foi por um fio, foi uma vitória pessoal do prefeito Fernando Haddad”, comentou o secretário de Saúde.
Ele conta que o hospital será gerenciado em parceira com a equipe do Albert Einstein, que também assumiu sua reforma. “Inicialmente, o custo da reforma foi estimado em R$23 milhões, mas já se sabe que vai superar os R$ 60 milhões”, comentou o secretário, ressaltando que esta verba será toda investida pelo Hospital Albert Einstein na recuperação física do prédio e também na compra de novos equipamentos.
“Haverá uma maternidade municipal ali”, conta José de Filippi, celebrando a ampliação da capacidade de realização de partos pelo SUS na região, já que o atendimento do novo hospital será integralmente público. O antigo Santa Marina também contava com maternidade. “Ouvi dizer que mais de cem mil crianças nasceram ali”, relata Filippi.

 

Advertisement
3 Comentários

3 Comments

  1. Michael

    13 de outubro de 2014 at 10:04

    Em quanto isso funcionarios que trabalharam no HS Santa Marina, não receberam seus direitos trabalhista até hoje.

    Onde esta o dinheiro arrecadado, na veda do prédio?

  2. Ana Seixas

    29 de outubro de 2014 at 21:01

    O hospital sera reinaugurado, mas onde está o dinheiro da venda do mesmo, que segundo o TRT seria para pagamento dos ex funcionários do antigo Santa Marina, que desde 2011 aguarda uma resolução.

  3. vera@gruporiema.com

    29 de setembro de 2016 at 15:14

    Eu como moradora da Vila Guarani a mais de 60 anos tendo toda minha familia enraizada nesta região gostaria de saber qual é a previsão dos inicios das obras desta UBS, pois sabemos que não há a curto prazo qualquer tipo de investimeno na Saúde.

    Agradeço por alguma informação.

    grata

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados