Siga-nos

História

Há 46 anos, metrô iniciava operação entre Vila Mariana e Jabaquara

Publicado

em

Em 14 de setembro de 1974, milhares de pessoas se aglomeraram em frente à estação Jabaquara do metrô. Depois de longos seis anos de obras, com caminhões circulando, barulho, abertura de valas ao longo de todo corredor que ia dali até além da estação Vila Mariana, finalmente o metrô paulistano faria sua primeira viagem oficial.

Teve presença do sanfonista Mario Zan, alunos da Escola Nossa Senhora das Graças apresentando sua fanfarra, passistas da escola de samba Vai Vai e muitas autoridades e políticos. Na primeira viagem, a população não foi autorizada a embarcar…

Naquela São Paulo de 46 anos atrás, o metrô não despertava apenas sentimentos como curiosidade e ansiedade, mas também medo – até então, o transporte por subterrâneo gerava temores na população. A própria Companhia do Metrô fez treinamentos com funcionários e população para garantir a segurança do novo sistema de transporte.

O primeiro trecho a operar tinha apenas sete quilômetros, passando por sete estações, todas na zona sul de São Paulo: Jabaquara, Conceição, São Judas, Saúde, Praça da Árvore, Santa Cruz e Vila Mariana.

No início da sua operação, o Metrô funcionava de segunda a sexta-feira, das 9 às 13 horas, e fechava ao público nos fins de semana. Na época, a média diária de passageiros era de apenas 2.858 pessoas.

Novas inaugurações aconteceriam apenas no ano seguinte, quase seis meses depois, seriam inauguradas mais algumas paradas: Ana Rosa, Paraíso, Vergueiro e Liberdade. E, ao completar seu primeiro ano de operação, em setembro de 1975, o metrô atingiria a estação mais ao norte do primeiro projeto, Santana.

Mas, a maior de todas as estações, a Sé, só seria inaugurada em fevereiro de 1978, ou seja, três anos e meio após a inauguração. E até março de 1979, só a Linha 1 Azul continuou operando na cidade – foi quando o primeiro trecho da linha 3 – Vermelha passou a operar, conectando Sé ao Brás, já com 17 mil passageiros dia.

Início na Saúde

O começo da história da Companhia do Metrô, portanto, tem estreita relação com a região da Jabaquara, Vila Mariana e Saúde.

Muito antes da circulaçãod os trens, a Companhia do Metrô já gerava alta expectativa local. A empresa foi oficialmente criada em abril de 1968, mas a pedra fundamental das obras do metrô foi instalada no entroncamento da Rua Pereira Estéfano com a Avenida Jabaquara, na região da Saúde, apenas em 14 de dezembro desse mesmo ano.

As obras efetivamente se aceleraram em 1972 – tempo em que o comércio local sofreu com a interdição das principais avenidas desses bairros.

Naquela época, não existia “tatuzão”, que é o equipamento que na atualidade vai cavando os túneis subterrâneos enquanto a vida em superfície segue em ritmo normal.

Para abrir os túneis, eram abertas imensas valas em quase toda largura de avenidas como a

Avenida Conceição (atual Engenheiro Armando de Arruda Pereira), Jabaquara, Ruas Domingos de Moraes e Vergueiro.

Em 1972, depois de meses de treinamentos e testes, uma composição-protótipo de trem realizou a primeira viagem do Metrô entre as estações Jabaquara e Saúde.

E seis meses antes de começar a operar comercialmente, em 1974, o Metrô iniciou um programa de treinamento com seus futuros usuários.

Toda essa história está registrada em fotos: muitas delas pertencentes à Companhia do Metrô, outras ao próprio jornal São Paulo Zona Sul.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados