Jornal São Paulo Zona Sul

Governo Federal quer manter Cinemateca fechada em 2020

Dia 20 de Maio, a atriz Regina deixou a Secretaria Especial de Cultura, depois de apenas 70 dias à frente do órgão. “Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o governo e a cultura brasileira, assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, anunciou o presidente pelo Twitter.

Na mesma publicação, Regina Duarte aparece em um vídeo ao lado do presidente comemorando a mudança. “Acabo de ganhar um presente, que é o sonho de toda pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da cultura que funciona em São Paulo. É um museu de toda filmografia brasileira. [Vou] ficar ali secretariando o governo, dentro da Cultura na Cinemateca. Pode ter presente melhor que esse? Obrigada, presidente!”, disse a atriz.

No entanto, até agora, a atriz não foi oficialmente demitida, não assumiu a Cinemateca, nem apresentou o prometido balanço de seu período como Secretária.

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do portal UOL, aliás, o presidente teria desistido de nomear Regina Duarte para a direção do espaço cultural localizado na Vila Mariana e pretende fechar a Cinemateca.

Manifestação

Essa semana, um protesto aconteceu em frente à Cinemateca para protestar por seu abandono pelo Governo. A Cinemateca está sob administração independente da Acerp (Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto) até o final do ano.

A expectativa é de que o Governo mantenha as portas fechadas até o final do ano quando, em definitivo, se encerraria o contrato que com a entidade.

Acredita-se que o Governo Federal pretende voltar a assumir a gerência do local sem nem mesmo pagar os valores devidos à Acerp, estimados em 11 milhões de reais.

A entidade alega que nem as contas de energia elétrica têm sido pagas e teme pela manutenção do acervo da Cinemateca, muito sensível e que precisa de manutenção permanente. Já houve incêndio no local em 2016 que destruiu mais de mil rolos de filmes.

Já o destino da atriz Regina Duarte ainda é desconhecido – não se sabe se o governo planeja que ela passe a assumir a direção de uma Cinemateca reestatizada em 2021. Mas, até lá, deve continuar recebendo salário, em torno de 15 mil reais mensais, em algum cargo de confiança no Ministério do Turismo.-

A Cinemateca Brasileira é uma das maiores do mundo e essa semana várias entidades congêneres no planeta assinaram um manifesto em sua defesa. Existe desde 1946 e mantém toda memória do cinema nacional, além de um banco de conteúdos bastante diverso que tem, entre outras preciosidades, todo o acervo da extinta TV Tupi.
Ocupa um prédio que, por sua vez, é outro patrimônio histórico, arquitetônico e cultural da cidade – o antigo Matadouro, restaurado na década de 1990 para não só passar a abrigar esse acervo como também se transformar em espaço cultural para exibição de filmes, eventos etc.

Comentar