Jornal São Paulo Zona Sul

Feiras livres são transferidas temporariamente para obra

Depois de muitos boatos e muita polêmica, finalmente ficou acertado que as feiras livres que ocorrem em área na Avenida José Maria Whitaker serão transferidas temporariamente para a própria via, no trecho entre a Rua Quinze de Setembro e a Avenida Afonso Mariano Fagundes, ou seja, entre os números 1811 e 1785.

Há no local feiras livres promovidas semanalmente às terças, às sextas e aos sábados. A mudança começa a valer nessa sexta, 21 de dezembro. A feira não vai ocorrer nos dias 25/12 e 1/1 (terças-feiras) devido ao feriados de Natal e Ano Novo.

A mudança é temporária, de acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômica e com a Subprefeitura de Vila Mariana.

Será necessária para que no terreno seja implantado um projeto de revitalização e urbanismo, com custo aproximado de R$ 250 mil reais, pela Subprefeitura. O valor que deve ser empenhado ainda em 2018.

Houve até abaixo assinado de moradores e feirantes, contra a realização da obra, porque o boato era de que as feiras seriam canceladas em definitivo e que a área se transformaria em uma praça com bancos, plantas e estrutura que impediriam a montagem das barracas.

Também a feira orgânica noturna que vinha acontecendo no local, em caráter temporário, deve se tornar definitiva. O período experimental – outubro e novembro – foi considerado um sucesso e a expectativa é de que a retomada aconteça em março de 2019, já em caráter definitivo, provavelmente mantendo o horário: quartas-feiras, das 17h às 21h.

O projeto

De acordo com a subprefeitura de Vila Mariana, a obra prevê:

  • Adaptação da captação de águas pluviais por meio de canaleta,
  • Adaptação de passeio e rampas de acesso para entrada e saída de veículos,
  • Piso articulado intertravado,
  • Substituição de sarjetas e guias,
  • Adequação de canteiros com grama esmeralda e instalação de orlas de separação
  • Instalação de bancos de concreto pré-moldado,
  • Adaptação de rampas de acesso ao passeio nas faixas de pedestres e
  • Instalação de piso podotátil de alerta/direcional.

As obras devem durar 120 dias. Os feirantes deverão desocupar o local durante o período de reconstrução, até por segurança, uma vez que haverá máquinas trabalhando.

Os outros eventos que acontecem no local, como o encontro de carros antigos, também deverão ser remanejados temporariamente em locais a definir.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!