Siga-nos

Trânsito

Faltam vagas para estacionar em ruas próximas ao terminal Jabaquara

Publicado

em

Há dois anos, a fiscalização municipal fechou três estacionamentos que funcionavam irregularmente no entorno do terminal Jabaquara do metrô. Um deles funcionava em terreno de propriedade estadual. Até aí, tudo certo.

Acontece que essas interdições só vieram a agravar uma situação que já se verifica na proximidade de várias estações de metrô : a falta de lugares para parar o carro. No caso do Jabaquara, a situação é ainda mais séria, já que ali há, além da parada do metrô, um terminal EMTU e Rodoviária para o litoral sul . Sem falar nas vans clandestinas que eventualmente ainda são vistas pelas redondezas.

O resultado é que caminhões de lixo, ônibus e outros veículos de médio e grande porte têm enfrentado dificuldades para passar por algumas vias mais estreitas, ocupadas por carros estacionados dos dois lados.

Na semana passada, a presidente do Conselho de Segurança do Bairro, Miriam Bock, circulou pela região com técnicos da CET, para indicar os pontos críticos e pedir regulamentação, inclusive com a proibição de estacionamento em algumas vias, pelo menos em um dos lados.

Enquanto isso, o terreno que abrigava o estacionamento irregular continua fechado. Mais que isso, tem aspecto abandonado, com muita sujeira e mato alto. Ou seja, a tendência é que a situação melhore para a fluidez no bairro, mas deve piorar para quem busca lugar para parar o carro.

Uma preocupação: se quem estaciona nas redondezas atualmente recorre ao transporte público, será que não passará a usar o carro em definitivo, com o aumento da dificuldade de estacionar?

Há especulações de que o terreno de propriedade estadual deva estar reservado para as obras de ampliação d o metrô, já que está nos planos imediatos do governo a criação de uma linha entre o terminal Jabaquara e o Morumbi, pelo modelo “Veículo Leve Sobre Trilhos”, ou seja, um trem de superfície, que correria sobre plilastras.

Talvez a solução estivesse na planejada construção de garagens verticais, anunciada há mais de um ano pela CET. No entanto, o projeto ainda não saiu da gaveta e, mais do que isso, nos planos já anunciados não havia previsão da construção de um desses prédios na região do Jabaquara…

   

 

 

 

 

 

 



Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados