Siga-nos

Transporte

Estação Santo Amaro já está há mais de um ano em obras de ampliação

Publicado

em

A estação Santo Amaro faz parte do trecho inicialmente inaugurado da Linha 5 – Lilás do Metrô. As obras que aconteceram na segunda metade da década de 1990,foram concluídas em 2002, mas ainda sem conexão com outras linhas já existentes – levavam do Capão Redondo ao Largo 13 de Maio, em Santo Amaro, e movimentaram, na época, cerca de 3 mil pessoas por dia apenas…

Mas, o projeto prevendo conexão com as linhas Azul e Verde já estava pronto e as promessas de continuação e conclusão se sucederam por quase duas décadas. Só em 2019 todas as estações foram inauguradas. E foi aí que o projeto mostrou problemas.

As estações Capão Redondo e Santo Amaro precisaram ser ampliadas, com fluxo de passageiros acima do normal e superlotação. Se em 2002 o movimento inicial era de 3 mil pessoas por dia, passou para 300 mil nos últimos anos e, com a conexão com as outas linhas e inauguração de toda as paradas atingiu 600 mil passageiros diários.

As obras na estação Santo Amaro começaram em janeiro do ano passado com a previsão de que se estenderiam por 24 meses. Agora, depois de metade do prazo previsto transcorrido, a ampliação atinge cerca de um terço das obras previstas.

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação da Linha Lilás e que está reformando a estação, diz que as obras estão no cronograma e que a estação Santo Amaro ficará pronta “no ano que vem”. Na semana passada, a estação permaneceu em funcionamento, mas houve interdições parciais na Ciclovia da Marginal Pinheiros para que pudesse ser montada e içada no local uma estrutura metálica de 45 metros e 48 toneladas. Em formato de treliça, a peça gigante terá a função de sustentar parte da lateral da passarela ampliada da estação.

Benefício

Segundo a concessionária, após a conclusão dos trabalhos, a estação ganhará 4.000m² nas áreas de circulação, tornando mais rápido, confortável e seguro o deslocamento dos milhares de passageiros que usam diariamente a integração das linhas 5-Lilás de metrô com a 9-Esmeralda da CPTM. Além da ampliação das plataformas e área de transferência, serão instalados 4 elevadores e 8 escadas rolantes.

Na Estação da Linha 5-Lilás, o espaço das plataformas será ampliado com a construção de uma plataforma auxiliar de sete metros de largura, ao lado da existente, em cada um dos sentidos. Na extremidade de cada plataforma ampliada, serão acrescentadas três escadas rolantes, uma escada fixa e um elevador.

Também serão alargados o mezanino da estação da CPTM e a passarela de integração entre as duas linhas, que passará a ter 14 metros de largura e ganhará um par de escadas rolantes para acesso à plataforma. Adicionalmente, será construída nova passarela de 6 metros de largura, para integrar as duas estações. Por fim, no acesso ao mezanino da estação de trem será instalado um novo conjunto de bilheterias e haverá substituição dos bloqueios (catracas) na integração por câmeras de contagem.

O investimento está inserido no montante previsto de R$ 3 bilhões ao longo dos 20 anos de concessão.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados