Siga-nos

Ecourbis

Ecopontos começam a receber sobras de gesso

Publicado

em

Nem todo material é reciclável ou tem destinação final definida. Um dos grandes problemas no meio urbano era descartar gesso – muito usado em obras de construção e reforma.

No início de junho, entretanto, 36 dos 120 ecopontos existentes na cidade passaram a aceitar o descarte do gesso de forma gratuita e regular.

Os Ecopontos são equipamentos públicos que recebem gratuitamente recicláveis, entulho, poda de árvore e móveis velhos. A cada dia, qualquer pessoa pode levar até um metro cúbico de qualquer desses materiais e deixar ali para destinação correta, contribuindo tanto para o combate aos descartes irregulares, principalmente em pontos viciados, como para a ampliação da reciclagem de materiais.

O recebimento de gesso é iniciativa da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) que será implantada inicialmente em 36 unidades espalhadas por diversas regiões da cidade e será expandida gradativamente para os demais Ecopontos.

“É um grande avanço para gestão de resíduos sólidos na cidade de São Paulo. É a soma de esforços da administração pública em parceria com o setor privado para combater o descarte irregular desse material nas ruas e contribuir com a preservação do meio ambiente”, diz Roberto Perosa, presidente da AMLURB.

Para a implantação do projeto de gesso nos Ecopontos, a AMLURB realizou um projeto piloto por oito meses em algumas unidades para testar a viabilidade técnica e adesão da população. Durante esse período, foram recebidas e recicladas cerca de 8 mil toneladas de gesso.

A reciclagem do gesso é uma parceria da autarquia com a Multiplus, uma empresa especializada na reciclagem do material no Estado de São Paulo, que fará a coleta, transporte e tratamento do gesso.

“A reciclagem do gesso é uma alternativa 100% eficiente e sustentável para o meio ambiente. Pelo tratamento do material, é possível diminuir os impactos ambientais do processo de extração da pedra de gesso (gipsita) e oferecer destinação correta para diminuir o descarte irregular do material”, conta Felipe Montanini, Gerente Comercial da Multiplus.

Na prática, após a coleta do gesso nos Ecopontos, é realizado o processo industrial para reciclagem, com a separação do gesso de materiais contaminantes e reaproveitamento de 100% dos resíduos. Com isso, o gesso reciclado retorna a cadeia produtiva como matéria-prima para os setores da agricultura e construção civil.

Nas zonas sul e sudeste, o gesso pode ser entregue nas seguintes unidades:

  • +Ecoponto Vicente Rao: Av. Professor Vicente Rao, 308 – Santo Amaro
  • +Ecoponto Cidade Saudável: R. Ptolomeu, 869 – Jardim São Luís
  • +Ecoponto Vila das Belezas: R. Campo Novo do Sul, 500 – Vila Andrade
  • +Ecoponto Piraporinha: R. João de Abreu, 326 – Jardim das Flores
  • +Ecoponto Mirandópolis: Av. Sen. Casemiro da Rocha, 1220 – Mirandópolis
  • +Ecoponto Anhaia Mello: Rua da Prece, nº 296, Altura do nº 2000 da Av. Prof. Luis Ignácio de Anhaia Mello
  • +Ecoponto Tereza Cristina: Av. Teresa Cristina, 10 – Ipiranga
  • +Ecoponto Vila Industrial: R. Umari, 49 – São Lucas – São Paulo
  • +Ecoponto São Lucas: R. Florêncio Sanches, 307 – Vila Prudente
  • +Ecoponto Jabaquara: Rua Jupatis, 140 – Vila Mira
Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados