Siga-nos

História

Ebook gratuito traz 25 anos de história da Unifesp

Publicado

em

Escola Paulista de Medicina

Para fechar o ciclo de comemorações pelas duas décadas e meia da Universidade Federal de São Paulo, uma publicação digital sobre a trajetória da instituição foi lançada em 24 de março, pela Editora Unifesp em seu site e perfis nas redes sociais, além da página comemorativa da universidade. O e-book Unifesp 25 Anos: Histórias e Reflexões, organizado por Ana Nemi, Dante Gallian e Maria Angélica Pedra Minhoto, também estará disponível, gratuitamente, a partir da próxima semana, em pontos de vendas virtuais de plataformas como Amazon, Kobo e Google.

Em capítulo de sua autoria, a professora Soraya Smailli, reitora nestes últimos oito anos, sintetiza o passado da instituição, um histórico da caminhada do Conselho Universitário e as transformações profundas na organização interna da Unifesp, discorrendo pelas realizações e adversidades, aborda os desafios atuais e o lugar da Unifesp em contexto global e faz projeções para o futuro.

A publicação está organizada em quatro partes, abordando o aspecto histórico – desde sua constituição, passando pela expansão, até a atualidade –, apresentando reflexões sobre pesquisa e docência, além de depoimentos de diretores acadêmicos, docentes e estudantes.

“A organização deste material nos permitiu retomar a trajetória da instituição em seu processo de expansão e enraizamento. Sendo integrante do Campus Guarulhos, docente desde a fundação e historiadora de instituições hospitalares e sistemas de saúde, pensar a Unifesp além das fronteiras disciplinares tem sido um desafio que a participação nesse livro potencializou”, conta Ana Nemi, do Departamento de História da Escola de Filosofia, Letras e Ciência Humanas (EFLCH/Unifesp). Na publicação, a docente também aborda a história do Hospital São Paulo, hospital universitário (HSP/HU Unifesp), seu crescimento junto à universidade, em diversas áreas e especialidades, atuação e relevância na produção de conhecimento.

A primeira parte da obra, Origens e transformações: reflexões sobre uma história de 25 anos, constitui um resgate histórico da universidade, desde sua fundação, à área do campo da saúde e, posteriormente, ao projeto de expansão para outras áreas do conhecimento. “A Unifesp, então, se transforma nessa instituição que, pelos últimos cálculos que tenho, é a universidade que mais cresceu proporcionalmente com a expansão. Isso foi importante, inclusive, em termos da produção científica na área da saúde – que já era muito boa –, porque passou a fazer interlocução com outras áreas”, comenta Maria Angélica Pedra Minhoto, docente do Departamento de Educação da EFLCH/Unifesp.

A parte dois do livros, Muitos campi, histórias distintas e articuladas, mostra essa expansão a partir do relato dos diferentes diretores acadêmicos dos campi, os quais mostram o impacto da universidade no local e a importância dessa articulação, além do papel da universidade na formação dos estudantes de graduação e pesquisadores, produção de ciência, tecnologia e inovação e relação com a sociedade por meio das iniciativas de extensão universitária.

A terceira parte, Ousadia e diversidade, reúne experiências que manifestam a importância da pesquisa, formação de professores, gestão democrática dentro da universidade, política de permanência estudantil, política institucional de direitos humanos. Em suma, questões que estruturam o desenvolvimento da instituição.

Por fim, Alunos, professores e servidores: lutas e caminhos é composta por depoimentos das diversas categorias, como os atuais presidentes da Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp) e do Sindicato dos Técnicos Administrativos em Educação da Unifesp (Sintunifesp), além da Escola Paulistinha de Educação e de estudantes que passaram pela Assistência Estudantil.

“Acredito que o livro tenha tanto valor histórico quanto importância social, pensando naquilo que realizamos, além de ser uma oportunidade para que a sociedade conheça a Unifesp, seu valor, e possa repensar críticas, muitas vezes infundadas, a respeito da universidade pública”, reflete Minhoto.

Dante Gallian, professor titular e diretor do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde (CeHFi) da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) – Campus São Paulo, completa: “Nestes tempos de ataques e desqualificação à educação pública, um livro que analisa 25 anos dessa universidade que surgiu a partir de uma semente fértil, comprometida com a ideia do saber universal e compromisso com a sociedade, e soube se reinventar e se superar ao longo do tempo, desponta como algo muito importante e pertinente. Remarcar a relevância histórica dessa trajetória é absolutamente necessário”.

O e-book dos 25 anos da Unifesp está disponível em ePUB, formato de arquivo digital escolhido para ampliar a acessibilidade de leitura, permitindo melhor visibilidade com as ferramentas que possui, de acordo com o professor José Castilho Marques Neto, consultor da Editora Unifesp e responsável pela conversão da edição impressa para e-book. O formato pode ser acessado por diferentes dispositivos como notebooks, computadores de mesa, tablets e smatphones.

Acesse também pelo site da Editora Unifesp.

Por Juliana Cristina e Tamires Tavares

da Unifesp

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados