Siga-nos

Artigo

Depressão: vida paralisada

Publicado

em

A depressão é sim uma doença e tem afetado cada vez mais pessoas: são mais de 350 milhões no mundo inteiro. De acordo com projeções da Organização Mundial de Saúde, no ano de 2030, a depressão será a mais comum entre todos os tipos de doenças.
A depressão pode ser um movimento paralisante que dá uma sensação de vazio. As coisas se tornam opacas e a beleza da vida se deteriora, o medo prevalece e nada está bom. Reclamar se torna rotina.
A psicoterapia é uma condição para a possível recuperação, através de tentativas, sempre com profissionais preparados para uma escuta.
Pense: o mundo é vida, conhecimento e possibilidades de tentativas. A consequência do “novo” são experiências que trazem sentido à vida.
A fala indica qual é o seu modo de ser, a sua experiência, aquilo que de fato é o seu pensamento. A possibilidade de existir, viver é a de sempre experimentar algo novo através da descoberta de diferentes leituras, filmes ou lugares.
O sentido da vida é não desistir. Ter desafios é o que torna a vida interessante e superá-los é o que traz sentido a ela.
O diálogo, portanto, estabelece o respeito, a dignidade e a autoridade, diferente de arrogância e autoritarismo. O respeito é olhar outra vez, é recuar, atingindo, assim, a maturidade. É preciso aguardar o momento certo para falar, pois o escutar é uma virtude adquirida através das experiências.
Pense! Um milhão vezes zero é zero, ou seja, não coloque sua intensidade onde não há nada.
Geovan Farias de Lira – Psicólogo – CRP 06/50441 – www.geovanpsicologiaclinica.com.br – Telefone: 9 7174-3914

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados