Siga-nos

Saúde

Dante Pazzanese tem nova UTI pediátrica

Publicado

em

uti pediátrica

Uma nova UTI pediátrica foi inaugurada no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, referência em procedimentos de alta complexidade nesta especialidade. O espaço foi ampliado e vai dobrar a capacidade de atendimento com realização de 500 cirurgias cardíacas pediátricas por ano. O Governo de SP vai investir mais de R$ 12 milhões para custeio da nova UTI até o fim de 2022.

A UTI pediátrica recebeu 20 novos leitos, chegando a um total de 29 vagas. Além disso, o investimento do Estado permitiu a ativação de um centro cirúrgico e a contratação de mais 136 profissionais, somando 100 da área de Enfermagem, 20 médicos e 16 fisioterapeutas, reforçando o corpo clínico do Instituto.

O Governo de SP investirá R$ 2,5 milhões em convênio com a Fundação Adib Jatene para o funcionamento do novo espaço até o fim deste ano. Em 2022, serão investidos R$ 9,7 milhões para a continuidade dos atendimentos.

Os atendimentos começaram neste mês, quando foi realizado o primeiro transplante cardíaco infantil na unidade, em uma paciente de 7 anos, natural da Bolívia. A criança deu entrada no Pronto Socorro no mês de julho. No dia 22 de outubro, passou pela cirurgia de transplante cardíaco. Esse foi o primeiro transplante pediátrico realizado na unidade, que teve autorização emergencial da Central Nacional de Transplantes para realização do procedimento em uma criança estrangeira.

“Este é um investimento importante do Governo de SP em um tratamento altamente especializado. O novo espaço será referência para a Capital, Grande São Paulo e até para pacientes de outras regiões”, destacou o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

História

Em 1954 quando foi criado, o Insituto de Cardiologia tinha sede na Av. Paulista e o Dr. Dante Pazzanese era seu diretor. A trajetória que o Instituto de Cardiologia cursou sob a orientação do Dr. Dante não foi apenas de assistência médica.

Ainda na mesma década, em 1958, o IC era transferido para o Ibirapuera, quando começou a funcionar o primeiro serviço de laboratório, ainda não dispondo de hospital próprio, mas utilizava, através de convênio, os leitos do Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Referências em cardiologia como o Dr. Euryclides de Jesus Zerbini e o Dr. Adib Domingos Jatene já integravam o quadro de profissionais do IC. Em menos de uma década o IC já ultrapassava a função assistencial, objeto de sua criação, para se destacar nos campos de pesquisa clínica e experimental, de tecnologia no setor e de ensino de Pós Graduação.

Em 1970 foi inaugurado o prédio do Instituto, coincidindo com a aposentadoria do Dr. Dante Pazzanese. Em 1975 o Instituto de Cardiologia passou a denominar-se Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia – IDPC, em homenagem ao seu fundador e primeiro Diretor, Doutor Dante Pazzanese.

Referência nacional em Cardiologia, o Dante Pazzanese possui 380 leitos, com estrutura tecnológica de ponta tanto para a qualidade assistencial ao paciente cardíaco quanto para atuação plena na área de Ensino e Pesquisa.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados