Siga-nos

Saúde

Crianças e jovens têm colesterol alto

Publicado

em

Em famílias com cardiopatias, índice de crianças com colesterol alto atinge 30%. Hábitos são construídos em casa

O Instituto Dante Pazzanese, localizado na Vila Mariana, fez recentemente um levantamento junto a crianças e adolescentes que têm histórico familiar de cardiopatias. E descobriu-se que uma em cada três já têm colesterol alto.
Do Do total de 100 crianças e adolescentes com idade entre 5 e 17 anos que foram avaliados, 8% apresentaram uma quantidade de LDL, que é o “colesterol ruim”, aumentado, enquanto 45% apresentaram uma quantidade de HDL, o colesterol bom, abaixo do necessário. O aumento do colesterol ruim e a diminuição do colesterol bom é uma das causas de doenças cardiovasculares. O estudo revela ainda que 40% das crianças avaliadas são sedentárias e 87% ingerem quantidade excessiva de gorduras. De acordo com especialistas, a alimentação adequada na infância é fundamental para um crescimento saudável.
Pesquisa recente feita por pesquisadores da Unesp mostrou que crianças de nove a 11 anos percebem a importância da alimentação saudável, sem excesso de açúcares e gorduras. Mas como não escolhem o que lhes é servida nas refeições, muitas vezes alimentam-se de forma inadequada. Realizado pela nutricionista Roberta Alessandra Gaino, do programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Unesp (Universidade Estadual Paulista), o estudo foi realizado com crianças do 5° ano do Ensino Fundamental. Para Eliana, as crianças estão abertas a novos conhecimentos sobre alimentação e nutrição, porém percebe-se que suas rotinas alimentares em família e na escola são repetidas, promovendo hábitos nem sempre condizentes com suas necessidades. “Eles vivenciam um conflito entre o que aprendem e o que consomem, em geral por escolha dos adultos”, comenta.
Os entrevistados revelaram consumir poucas hortaliças e frutas. No entanto, frituras e bebidas industrializadas estão diariamente presentes nas refeições, principalmente nos lanches, embora reconheçam que estes são prejudiciais.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados