Siga-nos

Eleições 2020

Covas promete aperfeiçoar políticas de saúde, segurança e meio ambiente

Publicado

em

“As eleições terminam hoje, não há espaços para divisões, não há espaço em São Paulo para o grupo a, para o grupo b, São Paulo é para todos. Esse foi o nosso lema de campanha, e esse será o nosso jeito de governar”, declarou o prefeito reeleito Bruno Covas, ao ser anunciada sua vitória na campanha municipal .

Covas ressaltou que seu governo vai priorizar promoção da saúde e da educação e no combate às desigualdades, mas também combater a pandemia de covid-19.“Temos que investir em saúde e educação e temos que fazer da nossa gestão um mantra na busca de emprego e oportunidade, em especial para os nossos jovens de periferia que sofreram ainda mais as consequências dessa crise econômica e social”.

“A democracia está viva, São Paulo mostrou que restam poucos dias para o negacionismo e obscurantismo. São Paulo disse sim à democracia, São Paulo disse sim à ciência, São Paulo disse sim à moderação, são Paulo disse ao equilíbrio”, acrescentou.

O programa de governo apresentado por Covas ao Tribunal Superior Eleitoral prevê algumas ações em estímulo à Economia Local, como a produção de uniformes escolares que passaria a ser executada por costureiras e confecções de bairro e pagas com vale fornecido pela Prefeitura.

Outra promessa é de finalizar as construções de unidades de saúde que foram retomadas esse ano e, mais do que isso, reorganizar a rede para garantir o atendimento à população. Mais de 7 milhões dos 12 milhões de moradores da capital não contam com plano de saúde e dependem exclusivamente do SUS.

Na questão habitacional, a promessa é de entregar 70 mil moradias nos próximos quatro anos, mas o programa de governo pondera que parte disso seria com apoio da iniciativa privada.

O Hospital Vila Santa Catarina vai passar a atender cirurgias bariátricas.

E por falar em iniciativa privada, o prefeito reeleito anuncia no plano de governo que pretende dar continuidade à concessão de parques e o Chuvisco, no Jabaquara, está na lista.

Em segurança pública, o prefeito promete ampliar em 1000 pessoas o efetivo da Guarda Civil Metropolitana. A Prefeitura também irá ampliar o número de c âmeras conectadas ao projeto City Câmeras, em 4200.

Não há, no plano de governo, muita informação sobre grandes obras. A extensão da Avenida Jornalista Roberto Marinho ou retomada da Operação Água Espraiada, por exemplo, nem é citada.

Em mobilidade, a intenção é dar continuidade a obras de corredores de ônibus. AO corredor Santo Amaro-9 de Julho terá extensão entre a Avenida dos Bandeirantes e a Avenida JK Boulevard; da criação de 50 km de novas faixas exclusivas para ônibus.

O Parque Augusta finalmente sairá do papel e outro surgirá na região de Paraisópolis, de acordo com o plano apresentado. Um Ecoparque vai surgir na região de Santo Amaro e um novo hospital veterinário será criado.

Ainda na questão ambiental, a promessa é contratar mil agentes ambientais, de conscientização (via frentes de trabalho) para atuarem na sensibilização da população a respeito das temáticas de resíduos sólidos e de reciclagem.

O plano ainda propõeaperfeiçoar as ações vinculadas à Política Municipal de Mudança do Clima serão aplicar a Política Municipal de Resíduos Sólidos vai ser aprimorada, de modo a responsabilizar os maiores geradores de resíduos, estimulando novas cadeias de logística reversa, como a da construção civil e a de resíduos têxteis.

Ainda na questão ambiental, a ideia é expandir a coleta seletiva, aumentar os índices de reciclagem e compostagem, estimulando o trabalho das cooperativas de catadores.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados