Siga-nos

Eleições 2020

Covas ou Boulos? Eleitores da capital têm nove dias para analisar propostas

Publicado

em

Vários debates estão na agenda, as redes sociais dos candidatos são alimentadas todos os dias, os planos de governo estão disponíveis para consulta. O eleitor da capital paulista tem poucos dias para avaliar todo esse conteúdo e decidir quem deverá governar a cidade pelos próximos quatro anos.

Nos links abaixo, é possível fazer o download dos candidatos:

Bruno Covas (PSDB)

Guilherme Boulos (PSol)

Bruno Covas, candidato da coligação Todos por São Paulo (PP/MDB/Podemos/PSC/PL/Cidadania/DEM/PTC/PV/PSDB/PROS), busca a reeleição ao cargo de prefeito, tem 40 anos e ensino superior completo.

Boulos, candidato da coligação Pra Virar o Jogo (PCB/PSOL/UP), é professor de ensino superior, tem 38 anos e ensino superior completo.

Primeiro colocado na primeira etapa da votação, Covas disse que o resultado das urnas mostrou uma preferência do eleitorado paulistano pela continuidade da gestão. “São Paulo não quer retroceder. Estamos demonstrando que nós somos a realidade e a esperança. É dessa forma que nós nos apresentamos e tivemos essa resposta favorável nas urnas nesse domingo”, enfatizou ao discursar do comitê de campanha na região dos Jardins, zona oeste da capital paulista.

“Político precisa ter lado. E o nosso lado é o lado da tolerância, do apreço aos valores democráticos, do respeito a diversidade religiosa, do respeito a lei e a ordem na cidade de São Paulo”, disse o prefeito sobre os valores que pretende defender.

Boulos destacou a atenção que pretende destinar às regiões periféricas da cidade. “Para mim, a periferia e as pessoas que vivem aqui não são estatísticas, não são números, são gente com trajetórias e histórias”, enfatizou no discurso feito no Campo Limpo, zona sul paulistana, onde vive. “Nós queremos e vamos inverter prioridades, tirar a cidade do abandono, tirar a periferia do abandono”, acrescentou.

“O que mais me contagiou nesse primeiro turno das eleições foi que a nossa campanha mostrou que é possível voltar a fazer política sem desistir dos sonhos, com esperança, com brilho nos olhos, com verdade”, disse ao comentar o resultado do primeiro turno que, segundo ele, “surpreendeu muita gente”.

Primeiro turno

Com mais de 1,7 milhão de votos, Covas terminou o primeiro turno em primeiro lugar, atingindo 32,85% dos votos. Boulos teve 20,24%, com mais de 1 milhão de votos. O candidato Márcio França, do PSB, ficou em terceiro lugar, atingindo 13,64% dos votos válidos e Celso Russomano, dos Republicanos, ficou com 10,50% dos votos.

Na votação de primeiro turno, o nível de abstenção – ou seja, de ausência dos eleitores – foi recorde, como já era de se esperar, por conta da pandemia de Covid na cidade: quase 30% dos eleitores não compareceram às urnas.

Propaganda eleitoral

Outra forma de decidir o voto e acompanhar as propostas dos dois candidatos – mesmo daquele que não é de sua preferência para depois poder fazer cobranças, é acompanhar a propaganda eleitoral no rário e televisão. O horário eleitoral gratuito começa nessa sexta, 20, e vai até 27 de novembro.

Serão dois blocos fixos de 10 minutos cada um, de segunda-feira a sábado, divididos igualmente entre os dois candidatos. No rádio, a propaganda será das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na televisão, será das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40.

Além disso, haverá 25 minutos diários, de segunda-feira a domingo, para serem usados pelos candidatos em inserções de 30 e 60 segundos, distribuídos ao longo da grade de programação das emissoras.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados