Siga-nos

Negócios

Colonial fecha as portas

Publicado

em

Avenida Indianópolis

Em 1968, Planalto Paulista e Moema ainda eram bairros que estavam se estabelecendo no cenário paulistano – o primeiro como referência residencial e o segundo já com vocação comercial. Foi ali na divisa entre essas duas paisagens que surgia o Buffet Colonial – naquela época ainda conhecido como Mansão Colonial, porque tinha essa característica de uma elegante residência, com imenso jardim e lago cercado por árvores imponentes. O negócio se tornaria, nas décadas seguintes, um dos endereços mais cobiçados – ou sonhados – por aqueles que queriam promover um evento para marcar suas vidas.

Agora, 54 anos depois, uma das mais tradicionais casas de festas da cidade anunciou que vai encerrar as atividades. Há quem especule que a decisão tem peso não só como resultado das dificuldades trazidas pela pandemia, que representou o cancelamento ou adiamento de festas e eventos, mas também pela forte pressão imobiliária nas redondezas do buffet. Vários imóveis na vizinhança efetivamente estão “vindo abaixo” para dar lugar a edifícios residenciais. Será esse o destino da histórica construção da Avenida Indianópolis.

O fato é que o Buffet só anunciou seu fechamento em 14 de abril, pegando de surpresa muitos clientes que já tinham contratado e pago suas festas ainda não realizadas.  Nas redes sociais, além da indignação, encontravam-se também comentários criticando a recente queda de qualidade dos serviços oferecidos no Buffet, incluindo aqueles planejados como alternativa em tempos de pandemia, como os brunchs e serviços de entrega de refeições.

A nota oficial informando o encerramento das atividades traz justificativas que apontam para a crise e a pandemia, mas não deixa claro o que acontecerá com os clientes com eventos contratados:

Também não explica porque os contratos continuaram a ser fechados diante da perspectiva de encerramento das atividades e probabilidade de não realização dos eventos.

“Nesta retomada, mesmo sem verba disponível, cumprimos com os eventos agendados até aqui. Nossas condições financeiras chegaram ao fim. Não seria possível continuar e postergar essa crise. Aos clientes que ainda contam com a realização de eventos futuros em nossa empresa, faremos o possível para encontrar uma melhor solução, dentro de nossas condições atuais.”

O tom genérico e que representou não apenas a destruição de sonhos de várias famílias, mas também as dificuldades de replanejar tudo sem sequer a certeza de que verá o dinheiro de volta.

Procon

O Procon-SP notificou o Buffet Colonial pedindo explicações sobre a interrupção de suas atividades e as providências que tomarão para atender os consumidores. A empresa deverá informar os motivos da interrupção, se é definitiva, como as pessoas foram informadas, além de indicar o número total de consumidores afetados e os canais de atendimento disponibilizados.

O Procon-SP quer que a empresa esclareça há quanto tempo verificou que os serviços contratados não poderiam ser devidamente cumpridos como ofertados e quais medidas foram adotadas para manutenção dos serviços e contratos. O Buffet Colonial deverá também apresentar um plano de ação para atendimento de todas as queixas eventualmente formalizadas no Procon-SP.

As explicações deverão ser prestadas até o dia 25/4.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados