Jornal São Paulo Zona Sul
CATe possui 300 oportunidades de difícil colocação no mercado

CATe possui 300 oportunidades de difícil colocação no mercado

Das mais de 1.500 oportunidades de emprego oferecidas pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE), por meio do Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe), 338 são difícil colocação no mercado de trabalhos.
Há 48 postos para técnico de enfermagem, para preencher cargo é necessário ter concluído o ensino médio, com salário entre R$ 105,00 por dia a R$ 1.425,00 por mês. Já para enfermeiro são 16 chances, sendo que para ocupar o cargo é preciso ter entre o ensino médio ou superior completo – remuneração de R$ 1.200,00 a R$ 3.054,00.
São 21 vagas para cozinheiro geral, sendo necessário estar cursando o ensino fundamental ou ter concluído o médio – salário de R$ 930,00 a R$ 1.041,58. Para cumim (auxiliar de garçom) há 13 oportunidades, sendo requisitado ter ensino fundamental completo, com remuneração de R$ 1.000,00.
Para função de analista administrativo são 30 oportunidades, exigindo o ensino médio completo – salário de R$ 1.370,00. Há seis postos para encarregado de obras, como requisito ter o ensino fundamental incompleto ou completo, com salário de R$ 3.500,00. Já para reparador de aparelhos eletrodomésticos são duas chances.
Para se cadastrar e participar dos processos seletivos, o candidato precisa comparecer a uma das unidades do CATe com RG, CPF, carteira de trabalho e número do PIS. Outras informações e a tabela de vagas estão disponíveis no portal www.prefeitura.sp.gov.br/trabalho ou na Central de Atendimento ao Munícipe, pelo telefone 156.
Na região, há unidades do CATe nas subprefeituras de Vila Mariana (Rua José de Magalhães, 500 – Vila Clementino) e na Subprefeitura do Jabaquara (Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 2314 – próximo ao terminal Jabaquara do metrô).

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!