Siga-nos

Carnaval 2020

Carnaval Paulista bate recorde novamente e movimenta quase R$3 bi.

Publicado

em

O Carnaval de Rua 2020 em São Paulo superou novamente a quantidade de blocos, que aconteceram durante todo o mês de fevereiro, e movimentação de dinheiro! O feriado atraiu público de 15 milhões de pessoas e movimentou cerca de R$ 2,75 bilhões na economia da cidade. Somados aos R$ 227 milhões movimentados pelo Carnaval no Sambódromo o total chegou a R$ 2,97 bilhões. Foram 678 desfiles ocorridos nas ruas da capital paulista, desde o pré-carnaval (dias 15 e 16 de fevereiro) até o pós-carnaval (29 de fevereiro e 1º março). Os dados são da Prefeitura de São Paulo, por meio de pesquisa realizada pelo Observatório do Turismo.

Os números do carnaval de rua de 2019 registraram um público de 14 milhões de pessoas e movimentação econômica de R$ 2,1 bilhões. O crescimento econômico foi de R$ 650 milhões, ou seja, 31% a mais que em 2019. A nota média do público para o evento foi de 8,97.

Do total de foliões, 73,6% eram de São Paulo e 26,4% turistas de todas as regiões do Estado de São Paulo, do Brasil e de outros países. O período de permanência média dos turistas foi de dois dias e o gasto médio durante a estadia foi de R$ 648,19. O impacto econômico do evento na cidade inclui gastos com transporte, alimentação, compras, hospedagem e lazer, considerando-se o público oficial.

O evento foi organizado pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, com produção e infraestrutura da São Paulo Turismo (empresa municipal de turismo e eventos). O Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo realizou a pesquisa no período do pré-Carnaval (15 e 16 de fevereiro), nos dias tradicionais de folia (22 a 25 de fevereiro) e durante o pós-Carnaval (29 de fevereiro e 1º de março).

Levando-se em consideração apenas os visitantes, a maior parte veio da Grande São Paulo, representando cerca de 59,3%, seguido de pessoas do interior de São Paulo, com 20,7%, e de outros Estados, com 19,4%. Os estrangeiros somaram 0,62%.

Em relação ao público total, a maioria dos foliões era do sexo feminino (56,4%) e majoritariamente das faixas etárias de 25 a 29 anos (32,4%) e de 18 a 24 anos (29,6%). Mais da metade (51,4%) usou metrô ou trem para ir aos eventos, seguido por ônibus (31,6%). Além do bloco onde estavam sendo entrevistados, 50,4% respondeu que iria a outro bloco na cidade e 70,8% já tinha participado de outras edições do Carnaval de Rua. Considerando-se somente os foliões paulistanos, o gasto médio individual no evento foi de R$ 81.

Nas perguntas de avaliação do Carnaval de Rua de São Paulo 2020, 95,7% de pessoas afirmaram “sim, a Prefeitura deve continuar investindo no Carnaval de Rua de São Paulo”.

Foram entrevistadas pouco mais de 1,2 mil pessoas durante os oito dias de pesquisa de campo, em diversos blocos de rua. O nível de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os dados serão consolidados para o relatório final e disponibilizados em breve no site do Observatório: www.observatoriodoturismo.com.br .

Impacto do carnaval na economia da cidade de São Paulo

2018

Sambódromo: R$ 180 milhões
Rua: R$ 550 milhões
Total: R$ 730 milhões

2019

Sambódromo: R$ 220 milhões
Rua: R$ 2,1 bilhões
Total: R$ 2,3 bilhões

2020

Sambódromo: R$ 227 milhões
Rua: R$ 2,75 bilhões
Total: R$ 2,97 bilhões

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados