Siga-nos

Trânsito

Câmara promove audiência pública para debater ciclofaixa Luís Góis

Publicado

em

Ciclofaixa Luís Góis

A Prefeitura promoveu diversos debates sobre a implantação de ciclofaixas e ciclovias na cidade. O plano foi aprovado e agora muitas delas estão em implantação – mas, na hora em que veem a sinalização sendo instalada, muitos reclamam e acusam “falta de planejamento”. Já os defensores da ciclofaixa estão estranhando a paralisação da sinalização e falam em desrespeito aos debates já realizados e visão conservadora que privilegia automóveis.

Um dos alvos da polêmica, como mostrou o jornal SP Zona Sul há algumas semanas, é a nova ciclofaixa da Rua Luís Góis, que começou a ser implantada e deveria se estender por toda a via. Agora, a Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente, atendendo ao requerimento do vereador Aurélio Nomura, vai promover uma audiência pública para discutir o tema.

A audiência acontece online na próxima segunda, 15, em função da pandemia e seguindo a determinação da Câmara Municipal e todos estão convidados a participar.

A ciclofaixa da Luís Gois foi projetada para se estender por toda extensão da via, da Avenida Rubem Berta (Corredor Norte-Sul) até a Avenida Ricardo Jafet, na Vila Gumercindo.

O vereador alega que solicitou a audiência por ter sido procurado por vários representantes da região que acreditam que serão prejudicados pela obra. “Achei muito justa a reclmação e por isso solicitei essa audiência pública. Também encaminhei um ofício à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transporte acompanhado por uma abaixo-assinado com quase duas mil assinaturas, pedindo a retirada da ciclofaixa. Outras mil manifestações contrárias foram assinadas na plataforma Change.org”, completa o vereador. O abaixo assinado contrário à ciclofaixa está em  http://chng.it/HfNnKV6k.

Por outro lado, há também uma mobilização favorável à ciclofaixa. Na mesma plataforma change.org, outras duas mil assinaturas defendem que a ciclovia seja concluída. Está em http://www.change.org/CicloviaNaLuisGois.

Procurada pelo jornal SP Zona Sul, a Companhia de Engenharia de Tráfego havia informado apenas que a ciclofaixa estava confirmada e que o atraso se explica por estarem sendo implantadas diversas outras similares em diversos pontos da cidade.

Já o vereador alega que  a implantação no momento está suspensa em função da audiência pública que solicitou e que por isso foi feita apenas a pintura da primeira faixa (branca) e a colocação de placas proibindo a parada.

De acordo com o vereador, o abaixo-assinado contrário à proposta foi criado por Rosangela Olivieri. “O ponto negativo será o impacto que causará no comércio local, que já foi severamente afetado pela pandemia. Os comerciantes dependem desse espaço para que os clientes acessem seus estabelecimentos. De forma alguma somos contra as ciclofaixas, porém a Rua Luís Góis é estreita em comparação com as suas paralelas e por isso sugerimos que seja feito um novo estudo para mudar o local da ciclofaixa”, declarou.

“Não somos contra as ciclofaixas, mas é preciso estudar melhor onde implantá-las. A Luís Góis é uma rua estreita com vários tipos de comércio e de serviços e é frequentada por um grande número de pessoas idosas. Com a ciclofaixa certamente esse público não mais conseguirá ir aos locais em que estão acostumados, pois muitos têm problema de mobilidade e não terão onde estacionar”, defende Nomura.

Já os defensores da nova ciclofaixa argumentam que já é dificílimo estacionar pela região, em especial na própria Luís Góis. “Ciclofaixas beneficiam os comerciantes pois aumentam a quantidade de pessoas passando na via, pois são mais clientes potenciais”, aponta o cicloativista Thomas Wang.

A moradora Joana Imparato também só vê benefícios e destaca a segurança – inclusive para crianças e adolescentes, além dos trabalhadores que, cada vez mais, têm recorrido à bicicleta para transitar e efetuar entregas. “O uso da bicicleta aumenta quando há segurança no trajeto. Vamos tentar emancipar nossa cidade para primeiro mundo? Seria maravilhoso, não? Em cidades de primeiro mundo, todos têm segurança. Pedestres, ciclistas, motoristas”, aponta. “Ciclovias e ciclofaixas trazem mais segurança para todo trânsito.

Anote

Dia 15/03 – segunda-feira, das 17h às 20h

Para assistir: Transmissão ao vivo pelo portal da Câmara Municipal de São Paulo/Auditórios Online:

www.saopaulo.sp.leg.br/transparencia/auditorios-online

Youtube: www.youtube.com/camarasaopaulo

Para participar: encaminhe sua manifestação por escrito ou inscreva-se para participar ao vivo por videoconferência: www.saopaulo.sp.leg.br/audienciapublicavirtual/inscricoes/

Mais informações pelo email: urb@saopaulo.sp.leg.br

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados