Jornal São Paulo Zona Sul

Atividades a distância serão computadas como dia letivo em São Paulo

A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo publicou hoje (19) no Diário Oficial do Estado deliberação permitindo que atividades realizadas por meio de ensino a distância (EAD) com os alunos do ensino fundamental e médio, durante o período de suspensão das aulas, sejam computadas como dias letivos normais.

De acordo com a secretaria, a medida é uma forma de garantir as 800 horas de atividades escolares obrigatórias por lei para que se cumpra o ano letivo. As aulas presenciais na rede estadual de São Paulo começaram a ser suspensas gradativamente desde segunda-feira (16), como medida de prevenção à propagação do novo coronavírus.

A partir da próxima segunda-feira (23), as escolas serão fechadas por tempo indeterminado e os professores da rede estadual entrarão de férias. No entanto, haverá a presença de funcionários na secretaria das escolas para fazer o atendimento ao público e garantir a rotina de trabalho administrativa.

Ensino a Distância

De acordo com o secretário de educação, Rosseli Soares, o governo está estudando uma forma de implantar uma plataforma de ensino a distância para o período em que as escolas estarão fechadas. Segundo ele, a plataforma deverá reunir atividades pedagógicas, como vídeo-aulas, e que ajudem os professores a avaliar e compor notas aos estudantes.

Soares ressaltou, no entanto, que o governo ainda busca parceiros para garantir acesso à internet a todos os estudantes. “Estamos trabalhando com essa possibilidade de patrocínio da internet. Só é possível falar em internet se for acessível a todos os estudantes”, disse.

Segundo o secretário, a pasta trabalha também com a hipótese de encaminhar material pedagógico impresso, via correio, aos alunos do ensino fundamental. Soares destacou que as crianças, principalmente as dos anos iniciais, mantenham o ritmo de estudo para que não se comprometa o processo de alfabetização. “Estudos mostram que longos períodos de recesso podem trazer prejuízo à aprendizagem”.

Fonte: Agência Brasil

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!