Jardim Aeroporto, Jardim da Saúde, Planalto Paulista e agora também Mirandópolis. Moradores de diferentes bairros da Zona Sul de São Paulo estão implantando o programa Vizinhança Solidária que, basicamente, consiste em uma união entre pessoas que moram na mesma rua ou quadra e passam a trocar informações, observar conjuntamente movimentações suspeitas nas redondezas, vigiar casas, carros e vizinhos de modo a prevenir crimes.

Para isso, usam todo tipo de instrumento – de câmeras de vigilância a grupos em redes sociais. Um dos recursos mais usados na atualidade é o aplicativo de celular
WhatsApp. A vizinhança forma grupos no aplicativo e passa a trocar informações online. Vizinhos que viajam passam a ter sua casa vigiada, aqueles que chegam tarde a pé são “vigiados” pelos que já estão em casa e foram avisados por meio do aplicativo.

Em todos os casos, a organização e implantação dos chamados “bolsões solidários” – que são justamente as áreas delimitadas para cada grupo – contam com o apoio da Polícia Militar.

No Jardim da Saúde, por exemplo, bolsões estão sendo implantados nas ruas Vitor Costa e Artur Dias. As casas passam a ganhar placas indicando a atenção constante dos moradores com relação a movimentações suspeitas na área. A Polícia fica conectada com os moradores por meio do celular e age com mais rapidez em ocorrências. Mais do que isso, os oficiais da área promovem várias reuniões para orientar e dar dicas preventivas à população, distribuem panfletos, promovem até eventos em conjunto.

No Jardim da Saúde, onde há até uma “Bike Patrulha”, até um “Pedal Solidário” está sendo organizado pelo terceiro ano consecutivo, unindo moradores e PMs.

Um dos pontos mais conhecidos do bairro, a Praça Xavier de Toledo, tem se tornado também ponto de encontro dos moradores para práticas de piquenique e eventos esportivos, fomentando não só o melhor relacionamento entre os vizinhos como também a ocupação da área pública pela população.

No Planalto Paulista, uma nova reunião vai acontecer na segunda, 9, para debater o  tema e agilizar a implantação do projeto . O debate será na reunião do Conseg Campo Belo, que atende a região do 27 º Distrito Policial, responsável por trecho do Planalto Paulista – entre as avenidas Irerê e Bandeirantes. O encontro será no Colégio Santos Anjos, Av. Iraí, 1330 – Planalto Paulista, entrada pela Al. Dos Guainumbis. A participação é aberta a qualquer interessado, para fazer denúncias ou debater problemas de segurança do bairro

Em Mirandópolis, haverá uma reunião dia 19 de outubro, 20h, na Paróquia Sta. Rita de Cássia (Pça. Sta. Rita de Cássia, nº. 133), com a participação do Capitão PM Rômulo (Comandante da 3ª. Companhia do 3º. BPM/M). Lliderada pelo CONSEG Saúde-Vila Clementino, em conjunto com a Polícia Militar e o Rotary Saúde.

Os primeiros bolsões planejados devem ser implantados nas proximidades da própria igreja e da Rua Comendador João Gabriel.

Compartilhe:

Comente essa matéria: