Desenvolvido pelo jornal em parceria com a ENSG,
historiadojabaquara.com.br já está no ar

Qual é o verdadeiro sentido da palavra Jabaquara, afinal, em tupi? Rocha e Buraco ou “Aquele que voa? É verdade que o bairro abrigou um quilombo com 10 mil homens que fugiam da escravidão? E o que o Vigário Albernaz tem a ver com esta história? É possível definir quantos anos tem o bairro? O Jabaquara foi “inaugurado?

Estas são apenas algumas das muitas dúvidas que as pessoas que se dispõem a recontar a história deste bairro da zona sul de São Paulo encontram. A internet trouxe muita informação nova, mas também trouxe muitos dados conflitantes, ampliou as dúvidas. Durante um ano – pelo menos – o jornal São Paulo Zona Sul e a Escola Nossa Senhora das Graças vão se unir na tarefa de encontrar mais do que respostas para estas dúvidas.

Entrou no ar esta semana o site historiadojabaquara.com.br, resultado de uma parceria entre o jornal e a escola, para recontar e resgatar dados, imagens, histórias, relatos pessoais, mapas e se transformar em um verdadeiro museu virtual, o maior acervo concentrado de informações sobre o Jabaquara e a Cidade Vargas, bairro onde está sediada a escola.

A iniciativa faz parte das comemorações do aniversário da ENSG. A escola foi fundada em 21 setembro de 1958.

Nesta quinta, enquanto comemorava seu 59o. aniversário (veja matéria ao lado), entrava também no ar o site com as primeiras histórias.

A cada semana, novo conteúdo será inserido, com material do acervo do jornal e da escola, duas empresas com praticamente seis décadas de atuação local.

Mais do que isso, os fundadores tanto do jornal quanto da escola têm histórias que remontam à década de 1930/40 no Jabaquara.

No site, será possível também encontrar a evolução populacional, curiosidades – que vão de histórias pouco conhecidas a antigos uniformes escolares -, fotos raras, antigos recortes de jornal, mapas e fotografias aéreas, crônicas, histórias de personalidades que construíram e ainda constroem o bairro… Até cartazes de cinemas que não mais existem estarão lá, assim como imagens dos antigos bilhetes do metrô.

Todos os moradores e pessoas que já viveram, trabalharam, estudaram ou conhecem relatos sobre o Jabaquara estão convidadas a participar.

Basta enviar a contribuição para o email 60anos@historiadojabaquara.com.b.

As fotos antigas e relatos também serão compartilhados no Facebook, nas páginas do jornal e da ENSG: www.facebook.com/EscolaNossaSenhoraDasGracasENSG ou https://www.facebook.com/jornalspzonasul.

Semanalmente, o São Paulo Zona Sul também trará, em sua edição impressa, uma síntese do que poderá ser encontrado de novidade no site.

Compartilhe:

Comente essa matéria: