Se o prefeito João Doria parece estar com agenda de campanha pela região, também o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva discursou, encontrou-se com militantes e movimentos da zona sul da capital. Lula esteve em bairros do extremo sul de São Paulo na sexta, 4 de agosto, onde participou da posse simbólica de novos diretórios do Partido dos Trabalhadores. Não é a primeira agenda de Lula na cidade – o presidente tem partcipado de diversos encontros na capital nos últimos dias.

O ex-presidente disse, em encontro com empresários, líderes culturais e até representantes de comunidades indígenas e religiosas, que a justiça busca motivos para impedir sua candidatura em 2018, dizendo-se perseguido. “Se eles querem tentar evitar minha candidatura, tudo bem. Mas não podem para me prejudicar, prejudicar mais de 200 milhões de brasileiros”, disse. 

Em almoço com lideranças na região de Parelheiros, apoiadores do ex-presidente discursaram elogiando o mandato de Lula (2002-2010) e criticaram o atual momento político e econômico vivido pelo pais. “Minha mãe me ensinou que de nada adianta reclamar, precisamos seguir na luta. Desesperar, jamais”, disse o ex-presidente, citando a música de Ivan Lins. Ao final do almoço, simpatizantes fizeram filas para tirar selfies com Lula.

Participaram do evento diversas lideranças nacionais do PT, como o deputado federal Paulo Teixeira. O presidente municipal do PT, Paulo Fiorillo, e o vereador Eduardo Suplicy também acompanharam a agenda de Lula. O deputado estadual José Américo, que já foi subprefeito de Vila Mariana e ocupou cargos na administração municipal durante as gestões Marta Suplicy e Fernando Haddad também esteve no local. Ao final do dia, em plenária na região da Capela do Socorro, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann esteve também presente. 

O ex-presidente ainda visitou moradores, se reuniu com movimentos culturais da região e visitou uma paróquia no Jardim Ângela.

Compartilhe:

Comente essa matéria: