Jornal São Paulo Zona Sul

Anne Frank na Casa das Rosas

Diário de Anne Frank, da companhia Cid Chagas, será encenado nesse fim de semana na Casa das Rosas. Espetáculo gratuito integra a programação sobre migração, que acontece durante todo o ano no museu-casa

Conhecida mundialmente, a história de Anne Frank é tema de releitura dramática na Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos, integrante da Rede de Museus-casas Literários da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciados pela Poiesis. No espetáculo intimista Anne Frank, que acontece de 6 a 8 de abril – sexta-feira e sábado, às 19h00 e domingo, às 11h00 – o público revive as angústias diante dos horrores da Segunda Guerra Mundial, a partir do olhar sensível da adolescente. A peça da companhia Cid Chagas integra a programação sobre migração, que acontece durante todo o ano no museu-casa.

Em julho de 1942, Anne e sua família (pais e irmã), além de outros judeus, se esconderam em um anexo secreto junto ao escritório de seu pai, em Amsterdã, durante a ocupação nazista nos Países Baixos. Durante o tempo escondida, Anne Frank usou seu diário para contar sobre sua vida antes e depois do confinamento. Em agosto de 1944, agentes da Gestapo detiveram todos os escondidos, separando Anne de seus pais e levando todos para campos de concentração. O diário de Anne Frank foi entregue por Miep Gies a Otto H. Frank, seu pai, após a morte de Anne Frank ser confirmada – ela faleceu no campo de concentração Bergen-Belsen em março de 1945, quando tinha 15 anos.

O espetáculo é criação da companhia Cid Chagas, de Pereira Barreto, interior de São Paulo. O grupo fez parte do Programa de Qualificação em Artes, que tem como ação principal a orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de teatro e de dança no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, exceto capital. A orientação artística visa à valorização desses grupos, fomentando a formação de público e a vida cultural das comunidades, fortalecendo assim a produção cultural local.

SOBRE A CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta Haroldo de Campos, um dos criadores da poesia concreta, na década de 1950. Localizado na emblemática Avenida Paulista, o espaço realiza intensa programação de atividades, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais, entre outros.

O museu funciona num dos raros casarões remanescentes da época inicial da Paulista, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo. Ao associar um patrimônio histórico e arquitetônico da cidade ao legado de um dos principais representantes de nossos movimentos de vanguarda, a Casa das Rosas representa as transformações tanto urbanas e sociais como artísticas e culturais de São Paulo. 

SOBRE A POIESIS

A POIESIS – Organização Social de Cultura é uma organização não governamental que desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Serviço: Espetáculo Anne Frank

6 a 8/4. Sexta-feira e sábado, às 19h00. Domingo, às 11h00.

Recomendação etária: livre. 25 lugares (por ordem de chegada).

Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Avenida Paulista, 37 – próximo à estação Brigadeiro do metrô.

Funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.

Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).

Telefone: (11) 3285-6986 | (11) 3288-9447 | www.casadasrosas.org.br

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!