Siga-nos

Saúde

Vila Mariana tem UPA 24h

Publicado

em

Em 6 de agosto de 2015, o jornal São Paulo Zona Sul anunciava: “Vila Mariana terá UPA 24 horas em 2016”. A reportagem já mostrava a obra em andamento, com previsão de conclusão para dali um ano, previsão da Prefeitura, referendada pelo Ministério da Saúde. Mas, o envio de recursos foi interrompido e já no ano seguinte as obras foram paralisadas e o canteiro foi tomado pelo mato. Só em agosto de 2019, a boa notícia voltaria: “Obras de UPA abandonada na Vila Mariana serão retomadas”, anunciava o SPZS.

Essa semana, a UPA com capacidade para atender até 600 pessoas por dia – ou 25 por hora, já que a unidade funciona diuturnamente – – em suas 78 salas. São consultórios, salas de avaliação de risco, serviço social, posto de enfermagem, sala de aplicação de medicamentos, sala de internação, recepção, salas de espera, vestiário, entre outros.

A obra acabou sendo concluída com recursos da prórpia prefeitura em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como parte do programa Avança Saúde SP. O investimento total foi de R$ 9.086.913,65. Desse valor, R$ 5.905.206,15 foram destinados à construção do prédio e R$ 3.181.707,50 para a aquisição de equipamentos médicos e mobiliários. O custeio mensal da UPA é de R$ 3.912.045,73.

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, para uma estrutura como essa, é preciso uma equipe muito forte para fazer a coordenação do serviço e colocar a unidade em funcionamento. “Vai favorecer muito a população aqui da região”, afirmou.

Para o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a UPA Vila Mariana é importante para reforçar a estrutura de saúde da cidade. “A UPA fica entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que fazem o atendimento primário da população, e os nossos equipamentos hospitalares. Nos próximos dois anos teremos mais 13 UPAs na cidade, totalizando 28. É uma verdadeira revolução sob o ponto de vista da estruturação do sistema de saúde. Sem falarmos da ampliação da rede hospitalar durante a pandemia. Foram dez novos hospitais”, disse.

A unidade oferece os serviços raio-X, eletrocardiografia, laboratório de exames e leitos de observação (adulto e infantil) a fim de prestar atendimento qualificado aos pacientes acometidos por quadros agudos de natureza clínica e a primeira intervenção para os casos cirúrgicos e de trauma. No local é possível estabilizar os pacientes e realizar a investigação diagnóstica inicial para definir a conduta necessária para cada caso. É possível manter o paciente em observação, por até 24 horas, para elucidação diagnóstica ou estabilização clínica.

O equipamento integra a Rede de Atenção às Urgências, que concentra os atendimentos de saúde de complexidade intermediária. Faz parte de um grupo organizado em conjunto com a atenção básica, hospitalar e domiciliar na cidade.

Anteriormente, a UPA Vila Mariana ocupava um espaço físico no Hospital São Paulo, na rua Napoleão de Barros. Com a nova construção, passa a atender em um imóvel próprio, na rua Diogo de Faria, 609. Com a mudança e ampliação, ganha mais 115 profissionais, totalizando 386 funcionários e será gerenciada pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

Avança Saúde SP

A capital tem atualmente 92 obras em andamento, 30 concluídas e a contratação de nove obras a serem licitadas em agosto. Os recursos também são direcionados para os instrumentos de ampliação da capacidade de gestão, incentivo à implantação de novas ferramentas de tecnologia e capacitação dos profissionais de saúde.

O investimento total no programa Avança Saúde SP é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura de São Paulo.

O Avança Saúde SP é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade de São Paulo que tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do Sistema Único de Saúde (SUS) para a população.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados