Siga-nos

História

Trecho Jabaquara-Saúde recebeu primeiros trilhos do metrô, há 49 anos

Publicado

em

No dia 25 de maio de 1972, os caminhos que hoje são percorridos simultaneamente por mais de uma centena de trens nas linhas da Companhia do Metrô começavam a ser implantados.

Naquela época, faltando menos de três meses para a chegada da primeira composição ao Pátio Jabaquara e pouco mais de dois anos para o início da Operação Comercial, o trabalho dos metroviários do Departamento de Manutenção de Via Permanente (MTV), que veio a ser chamado assim tempos depois, era pioneiro e de grande responsabilidade A cidade de São Paulo aguardava ansiosa o metrô.

Os metroviários instalaram 11 km de trilhos, além de construírem galerias de esgoto, canaletas para passagem de cabos elétricos e rede de distribuição d’água.

A tecnologia empregada, que consistia em uma camada de borracha entre o dormente de concreto e o trilho, era inovadora e tinha por objetivo aumentar o amortecimento da via durante a passagem dos trens, facilitar a manutenção da via, reduzir o uso de lastro e consequentemente diminuir a altura dos túneis, barateando a obra.

Atualmente, considerando as linhas 1- Azul, 2- Verde e 3- Vermelha, são aproximadamente 290 km de trilhos implantados.

Em média, cerca de 8,5 km de trilhos desgastados são substituídos anualmente.

A equipe de manutenção de via (MTV) responde pelo planejamento de execução das trocas de trilho, pelos exames com ultrassom nas vias e pelas inspeções visuais.

O trecho entre as estações São Judas e Saúde ainda tem trilhos originais, fabricados pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) instalados.

 

Equipe do Departamento de Manutenção de Via Permanente (MTV)

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados