Jornal São Paulo Zona Sul

Seguro de automóveis é mais caro no Jabaquara

No primeiro trimestre do ano, bairro foi campeão em furto e roubo de veículos. Como evitar ser vítima?

 

Por volta de 8 horas da manhã, quem procura uma vaga para estacionar nas proximidades da estação Jabaquara, já tem dificuldade em encontrar. Por vários quarteirões ao redor do metrô, onde há também um terminal rodoviário intermunicipal, centenas de carros se enfileiram parados e assim permanecerão pelo dia todo, enquanto seus donos trabalham – ou na própria região, ou em outros bairros servidos pelo transporte público farto no bairro. Ao redor da estação Conceição, onde há ainda vários complexos empresariais, a situação é bem semelhante. Mas, muitos desses proprietários podem se surpreender ao final do dia, quando retornam ao local do estacionamento. A região formada por Jabaquara, Conceição e São Judas é a que mais registrou roubos e furtos de veículos no primeiro trimestre deste ano na capital. E este índice reflete no preço que todos que moram, trabalham ou estacionam seus carros no Jabaquara paguem mais caro pela apólice de seu seguro, já que as operadoras levam em conta os índices de furto e roubo quando compõem o risco. “Os criminosos se aproveitam do fato de o carro permanecer o dia todo estacionado. Em geral, o furto só acaba sendo notificado à polícia horas depois de ter acontecido, quando o veículo já está longe”, comenta o delegado titular do 35o. Distrito Policial, dr. Genésio Léo Jr. Ele explica que a maioria dos carros furtados acaba sendo levada a desmanches, mas no caso dos roubos, o destino pode ser outro. “Há assaltantes que usam o carro roubado para praticar outros crimes ou até para frequentar baladas”, relata. “O índice de recuperação de veículos roubados ou furtados no Jabaquara é de aproximadamente 40%, porém no mês de abril esse índice subiu para 45%”.Léo Jr. conta ainda que o indice de roubo/furto de veículos foi reduzido em aparoximadamente 15% em comparação ao mes anterior. “Graças ao trabalho mais focado da Polícia Militar na prevenção e ações do 35o. Disrito Policial que conseguiu prender parte de duas quadrilhas especializadas em roubo de veículos, que também agiam no furto a residências não só no Jabaquara como em outros bairros”, diz.Nessa linha, há poucos dias, um desmanche irregular foi encontrado na Vila Santa Catarina e dois homens foram presos. Quando os investigadores chegaram ao local, os suspeitos foram surpreendidos desmontando quatro veículos produto de furto e roubo: um Land Rover Freelander, um Toyota Corolla, um Ford Fiesta e um Peugeot 206 Sedan.Para evitar se tornar a próxima vítima de furtos e roubos de veículos, há várias dicas que podem ser seguidas. A primeira delas é refletir bem antes de comprar um segundo carro para a família, especialmente se a garagem do condomínio ou da residência é para apenas um veículo. “No Jabaquara, há muitos prédios novos e ao redor deles é também muito comum encontrar carros estacionados ao longo do dia todo”, confirma o delegado. O bairro também sofre com a ausência de estacionamentos particulares, já que a disputa por terrenos – justamente para construir novos prédios e atrair novas famílias moradoras – é grande. E, claro, os motoristas devem buscar alternativas para não deixar o carro estacionado o dia todo na rua. O delegado ainda dá outras dicas importantes, de atitudes simples muitas vezes ignoradas pela população. “Diminua a velocidade quando estiver se aproximando de sua casa e preste atenção em pessoas ou carros estranhos estacionados, especialmente com dois ou mais elementos em seu interior e, antes de abrir o portão da garagem certifique-se que a rua está tranquila”, diz ele. Léo ainda sugere que, antes de sair de casa, o motorista olhe pela janela para verificar se está tudo normal, ou então peça ao seu companheiro que acompanhe sua saída, de um local seguro do interior da casa.

 

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!