Jornal São Paulo Zona Sul

Secretário das Subprefeituras visita sede do jornal SP Zona Sul

Ele é filósofo de formação, mas é na gestão pública que utiliza sua capacidade reflexiva e conhecimentos. Alexandre Modonezi é secretário das Subprefeituras, ou seja, é aquele que tem em sua pasta a responsabilidade de cuidar de toda a zeladoria urbana, incluindo aí temas delicados como a limpeza pública, incluindo a coleta de lixo, a manutenção das calçadas, o tapa-buracos e a conservação asfáltica urbana, o recolhimento de caçambas, a poda e remoção de árvores, a jardinagem, o ordenamento das feiras e de todo comércio ambulante pelas ruas paulistanas, a fiscalização do comércio e das irregularidades de construções…

Enfim, a lista é imensa. Por isso mesmo, Modonezi esteve em visita à sede do jornal São Paulo Zona Sul essa semana. Ele que já foi subprefeito de Vila Mariana há dez anos, acompanha o trabalho dos jornais de bairro que considera fundamentais para intermediar a comunicação entre a população e o poder público.

“Se eu fosse destacar uma conquista importante dessa gestão seria a otimização dos processos, a digitalização. “O Sistema de Gestão de Zeladoria, a Central 156, o Sistema Geral de Fiscalização, a Plataforma Tô Legal, toda a modernização do sistema foi importante para o trabalho do servidor e também para a população, que agora pode acompanhar tudo em um smartphone”, apontou o secretário Modonezi. “O número de pedidos acumulados foi drasticamente reduzido”, garantiu. Ele também destacou os investimentos em iluminação públic, que estão sendo retomados.

Durante a entrevista, o secretário respondeu a perguntas sobre diversos problemas da região de Vila Mariana e Jabaquara, que geram demandas de leitores. Carcaças abandonadas de veículos, consertos de calçadas foram dois dos temas abordados.

Outro tema que gerou longa conversa foi a proximidade da temporada das chuvas, que traz de volta a preocupação com a queda de árvores e também com pontos de alagamento na região.

“Não podemos podar árvores que atingem a fiação, por isso estamos em contato direto com a Enel para eliminar problemas como a pode incorreta de árvores ou a falta de informações precisas sobre endereços atendidos”, explicou o secretário.

A entrevista será tema, portanto, de várias reportagens nas próximas semanas.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!