Jornal São Paulo Zona Sul

Saco de lixo gigante circulará pela cidade para conscientizar sobre descarte irregular

Lugar de lixo é no lixo. Com esse objetivo, a Prefeitura lança uma grande campanha de conscientização para o combate à sujeira na cidade. O pontapé inicial aconteceu no domingo (12), com a instalação de um inflável em formato de saco de lixo gigante chamando a atenção da população para o problema. Todos os dias, 20 mil toneladas de lixo são recolhidas na cidade. O volume leva em consideração apenas os dejetos coletados pelos caminhões e o serviço de varrição.

Nos próximos domingos, o inflável gigante com a hashtag #lixoénolixo será levado para outros pontos movimentados da cidade, como forma de chamar a atenção dos paulistanos sobre o destino correto do lixo. A campanha também está presente em todos os canais de comunicação da Prefeitura, em especial as redes sociais. “Trata-se de uma campanha de cidadania. Nosso objetivo principal é a conscientização das pessoas”, explica a chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Comunicação, Isabel Amorim.
Em uma segunda fase, serão abordados temas como o descarte correto de entulho e reciclagem de materiais. Entre as ações previstas estão a revitalização de pontos viciados de entulho e transformação destes espaços, localizados principalmente na periferia, em locais dedicados à arte.

A cidade de São Paulo conta com aproximadamente 14.500 agentes de limpeza, sendo que mais de 9 mil profissionais são responsáveis pelos serviços de limpeza urbana e mais de 5 mil de coleta domiciliar. Esse batalhão garante que os resíduos gerados pelos mais de 12,8 milhões habitantes da cidade de São Paulo tenham o tratamento e destinação correta.

“A importância da campanha sobre o lixo na capital vem da necessidade de conscientizar a população sobre o descarte correto do lixo. Diariamente são coletados cerca de 20 mil toneladas de resíduos, sendo que 8 mil são somente de varrição. Quando o munícipe utiliza a lixeira ou um Ecoponto para jogar seu entulho, ele pratica uma ação de cidadania e de cuidado com a cidade. Com isso, a Prefeitura faz a sua parte cuidando da logística e destinação final. Chamamos isso de gestão compartilhada” comenta Evaldo Azevedo, Diretor de Serviços da Amlurb.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!