Jornal São Paulo Zona Sul

Quadrilha aplicava golpes em idosos no Jabaquara

Uma quadrilha de estelionatários que aplicava golpes em idosos na região do Jabaquara foi desarticulada pela Polícia Civil. Os criminosos se passavam por gerentes de banco e enviavam falsos motoboys às casas das vítimas para recolher seus cartões bancários e fazer uma suposta regularização.
Um dos integrantes fingia ser gerente de banco e entrava em contato com as vítimas, dizendo que uma compra irregular havia sido feita em sua conta. Então, o estelionatário pedia para a vítima cortar o cartão bancário (preservando o chip) e enviava um falso motoboy para buscar o cartão.
Para dar veracidade à ação, o acusado ainda pedia que a vítima entregasse uma declaração autorizando a emissão de um novo cartão.
Após cerca de três meses de investigações, que contaram com 30 dias de interceptações telefônicas, uma equipe do 35º Distrito Policial (Jabaquara) conseguiu identificar os estelionatários, que têm idades entre 30 e 40 anos.
Os policiais civis foram até as casas dos criminosos e os prenderam em meados de setembro. A equipe ainda cumpriu 12 mandados de busca nos endereços, que levaram à apreensão de cartões, celulares, computadores e documentos.
Entre os documentos, uma lista com possíveis nomes de vítimas. Segundo a Polícia Civil, 10 idosos que caíram no golpe já foram ouvidos e ainda pode haver cerca de 200 outras vítimas.
Os envolvidos foram presos por cinco dias e a polícia já solicitou a conversão da detenção temporária em preventiva. As investigações relacionadas a estelionato, lavagem de dinheiro e organização criminosa prosseguem para localizar cinco foragidos, além de contatar as outras possíveis vítimas do bando.
Drogas
Outras ações recentes no Jabaquara resultaram na prisão de homens que vendiam drogas em bairros periféricos.
Na manhã de domingo, 25, policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) estavam em patrulhamento pela Rua Doutor Deodoro de Campos quando avistaram um suspeito segurando uma sacola. Ao notar a presença da polícia, ele tentou fugir entrando em uma viela, mas foi detido.
Na abordagem, foram apreendidos 60 frascos de lança-perfume, 190 pinos de cocaína, 340 pedras de crack, uma arma calibre 357 e R$ 30, além de folhas de caderno com os dados do tráfico.
O detido, de 20 anos, confessou e foi preso por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.
Na quarta passada, dia 21, outro rapaz, de 22 anos, foi preso também no Jabaquara. Uma equipe da 2ª Companhia do 3º BPM/M patrulhava a Rua Guian, quando perceberam o nervosismo do rapaz e o abordaram.Na revista pessoal, policiais encontraram com o rapaz uma pochete com 47 pedras de crack, 19 trouxinhas de maconha, quatro pinos de cocaína, além de R$ 94 e um celular. O indiciado confessou.
Na terça, 20, outro jovem já havia sido abordado na Avenida Muzambinho. Uma equipe da 2ª Companhia do 3º BPM/Mestava fazendo patrulhamento quando viram um rapaz suspeito saindo de um beco. A notar a viatura, o rapaz tentou fugir mas foi detido. Ele levava três celulares, R$ 163 e uma folha com anotações, além de sete porções de maconha e dois pinos de cocaína.

foto-1
Polícia cumpriu mandados na casa dos estelionatários

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!