Siga-nos

Urbanismo

Prefeitura recolhe carros abandonados

Publicado

em

Até o mês de julho, o prefeito Gilberto Kassab quer que sejam removidos todos os veículos abandonados pelas ruas de São Paulo. Mas, qual o critério para que um carro seja considerado “abandonado”? Engana-se quem pensa que é necessário que o automóvel esteja em péssimas condições – basta que esteja estacionado no mesmo lugar, sem sair de lá, por cinco dias! Depois deste prazo, qualquer morador pode fazer a denúncia, pela internet ou pela central 156, e um agente vistor da Subprefeitura local vai adesivar o vidro, informando que o proprietário, se tiver interesse em manter o bem, precisa removê-lo das ruas em até cinco dias. Após este período, o carro poderá ser guinchado. Transcorrido novo prazo, se o dono não aparecer para reclamar e pagar uma multa alta para reavê-lo, o bem irá para leilão. Só no ano passado 1500 veículos foram removidos nas duas, número duas vezes superior ao do ano anterior. E os leilões também foram intensificados – só neste ano já foram 12 deles e mais dois estão previstos ainda para o primeiro semestre. Com a medida, mais de 310 toneladas de sucatas foram retiradas dos pátios das Subprefeituras.Com mais espaço, as subprefeituras estão livres para novas apreensões. Tanto na região de Vila Mariana quanto no Jabaquara, o problema das carcaças espalhadas pelas vias públicas é comum. No Jabaquara, durante muito tempo, elas eram comuns até para servir como ponto de venda “ervas naturais medicinais”, sapatos, hot dogs… Em especial nas proximidades da estação Conceição, os carros ficavam estacionados por meses, como que “guardando” o lugar dos vendedores. Segundo a Subprefeitura do Jabaquara, só em 2012, uma dúzia de carcaças já foi removida de vias públicas locais.Mas, a maioria dos leitores que faz denúncias do abandono de carcaças, sucatas, ou veículos velhos está na região da Saúde, sob responsabilidade da Subprefeitura de Vila Mariana. Ruas como a Jorge Massara Fagundes, que termina como viela sem saída para carros, parecem ser o endereço perfeito para abandonar carcaças. Já houve tempos piores ali, quando ficaram cerca de cinco carcaças espalhadas pela via. Hoje, apenas uma se mantém por lá.Na Rua Carneiro da Cunha, perto da esquina com a Rua Miguel Stéfano, fica outro endereço onde é comum ver carros abandonados, todos eles com partes faltando, alguns até mesmo sem rodas ou capô.A Alameda dos Guatás é outro ponto onde há queixas recorrentes de moradores e comerciantes. Movimentada, a Guatás se ressente da falta de vagas para estacionamento – tanto por moradores quanto por visitantes ou clientes de estabelecimentos próximos. Mas, algumas das vagas estão ocupadas há anos por alguns carros abandonados na via. “Estão estacionados aqui há muito tempo e eu acho que o proprietário, se têm interesse em mantê-los, deveria encontrar local apropriado”, diz o leitor que fez a denúncia. Os automóveis têm entre 20 e 30 anos e estão estacionados entre as ruas Quatro de Agosto e José Maria Whitaker. No coração do Planalto Paulista, na Avenida Nhandu, outra sucata que dá indícios de um dia ter sido um carro está abandonada. “A gente fica até com medo que bandidos se escondam ali, à noite”, diz uma vizinha que prefere não ter o nome publicado. Outra leitora inconformada mora em Mirandópolis e aponta um carro abandonado há meses na rua dos Lírios. Os endereços exatos foram repassados à Subprefeitura de Vila Mariana e, de acordo com a assessroia de impresa, serão incluídos no roteiro de apreensões da equipe de Planejamento e Desenvolvimento Urbano.

 

Deixar o carro estacionado por mais de cinco dias já caracteriza abandono, mesmo que o veículo esteja em condições razoáveis. As subprefeituras estão adesivando os carros - ou o que restou deles... Nas fotos, carros abandonados na Avenida Nhandu, rua dos Lírios e Alameda dos Guatás

Advertisement
9 Comentários

9 Comments

  1. marleide de lucena sobrinho

    16 de outubro de 2012 at 10:19

    olha aqui na rua vigario godoy existe auguns caros abandonados; só que toda as vezes que a fiscalização vem aparece auguem pra retirar os mesmo do locau e emfelizmente no dia seguinte aparece os mesmos caros velhos até mesmo sem motor so emcomodando, e tirando o direito de auguem estacionar, gostaria de pedir porfavor uma solução, muito obrigado. o bairo é pirituba e esta rua é na vila zatt

  2. Julio Santana

    3 de dezembro de 2012 at 19:59

    E se o veículo estiver licenciado com todos os documentos em dia, estacionado em local permitido, saindo eventualmente para fazer algum serviço, a prefeitura pode apreendê-lo?
    Não parece justo.

    • Roberta

      13 de janeiro de 2013 at 23:39

      A Prefeitura só remove se, após cinco dias do aviso afixado, o veículo permanecer na mesma posição

  3. Julio Santana

    3 de dezembro de 2012 at 20:02

    Como é que a prefeitura sabe que o veículo está parado a mais de cinco dias consecutivos? E se ele sai eventualmente e depois retorna para estacionar no mesmo local? E se a denúncia for de algum desafeto? Como é que se prova?

    • Roberta

      13 de janeiro de 2013 at 23:37

      A Prefeitura deixa comunicado afixado no veículo alertando ao motorista que, se a posição permanecer a mesma depois de cinco dias, o veículo será removido.

  4. matheus

    28 de novembro de 2013 at 19:41

    E se o carro estiver em frente à sua casa e em local permitido sem ser em área de zona sul e no centro de são paulo é removido também?

  5. darcio

    17 de julho de 2014 at 19:58

    meu carro fica em frente a minha casa porem uso pouco e esta em dia os agentes passaram e adesivaram o carro isso pode

    • Roberta

      18 de julho de 2014 at 11:44

      Pode, Darcio. Até porque, o adesivo é apenas um alerta. Se o carro está com aspecto abandonado, com sujeira, e permanece sempre no mesmo lugar, a Prefeitura poderá removê-lo. Para evitar que isto aconteça, tire o carro da posição e mantenha-o conservado.

  6. Roger

    10 de novembro de 2014 at 23:24

    Aqui em frente ao meu imóvel tem um carro que está abandonado já faz 3 meses e já avisei ao CET e nada, e de acordo com a lei a vaga é pública e requer rotatividade, se o proprietário quer deixar o carro parado em um lugar por tempo indefinido acho mais justo ele alugar uma vaga para o veículo. Não acho justo um carro ficar parado tanto tempo juntando sujeira na frente do imóvel de outra pessoa. Não entendo porquê a fixação de algumas pessoas deixarem um bem estragar ao invés de vender, mas também pode ser que o proprietário tenha tanta dívida(multas, IPVA atrasado) que não compensa vender e também tem casos de que o veículo pode ter sido abandonado no local por ter sido usado em alguma atividade criminosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados