Siga-nos

Ecourbis

Pontos de descarte de lixo eletrônico estão funcionando

Publicado

em

Durante a quarentena, muitas empresas passaram a atuar em sistema de “home office”. Também os estudantes começaram a assistir às aulas com auxílio de dispositivos eletrônicos – tablets, celulares, notebooks.

Essa tendência apenas intensificou um movimento que já é visto há alguns anos, de ampliação do uso de aparelhos eletroeletrônicos.

A situação também levou muitas famílias e empresas a se reorganizarem, separar itens que já não funcionam, substituir dispositivos ultrapassados por outros mais modernos…

E o que fazer com todos os aparelhos que não mais servem? Mouses, teclados, baterias, cabos, monitores, impressoras…

Especialmente quando se têm em mente que há componentes nesses aparelhos que podem ser reaproveitos e, ao mesmo tempo, que o material usado não pode ser descartado incorretamente sob o risco de poluir o solo, a água com materiais pesados e contaminantes, torna-se cada dia mais importante garantir o descarte correto. Os eletrodomésticos e eletroeletrônicos têm materiais que podem contaminar o solo. Vale ainda destacar que, quando expostos ao sol e à chuva, podem liberar substâncias como mercúrio, cádmio, cobre, cromo, entre outros.

Paralelamente, muitos serviços de coleta estavam interrompidos, também por conta da pandemia de Covid e a quarentena estabelecida.

Mas, agora, já é possível encontrar na zona sul paulistana endereços para depositar seus aparelhos eletroeletrônicos, pilhas e baterias.

Vila Mariana

A cooperativa responsável pela coleta de eletroeletrônicos na Subprefeitura Vila Mariana, Coopermiti, voltou a operar, embora não aceite qualquer item (confira lista).

A caixa coletora está instalada na Praça de Atendimento, na Rua José de Magalhães, 500, Vila Clementino.

O descarte pode ser feito de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 10h às 16h. Os eletrônicos serão encaminhados para a destinação ecológica. A cooperativa ainda conta com outros postos espalhados por toda cidade e os endereços estão no site: www.coopermiti.com.br

Confira a lista de itens recebidos no ponto câmeras fotográficas, secadores de cabelo, prancha alisadora e babyliss, notebooks, barbeador e depilador, chuveiro; torneira elétrica; luminárias (sem lâmpada); reatores de luminárias; batedeira, cafeteira, liquidificador, sanduicheira, MIX, grill, churrasqueira elétrica, torradeira, ventilador, coifa, micro-ondas, forno elétrico, lava louças; DVD e CD player, Blue Ray, Vídeo cassete, aparelho de fax, calculadora, mouse, teclado; rádios, vídeo game, aparelhos de som; walkman e ipods, fios, cabos, fones, fontes, recarregadores de celular; celular, telefones em geral, centrais telefônicas; computadores, no break, notebooks, netbooks, tablets, monitores e TVs LED/Plasma/LCD; impressoras – desde que sem cartuchos de tinta ou toner.

O ponto não recebe lâmpadas; monitor e televisor CRT (tubo); fibra ótica; fitas magnéticas (DAT, VHS, K7, Beta Cam, Disquetes, Rolo de filme); toner e cartucho de tinta; refrigerador, frigobar, freezer; pilhas e baterias; aparelhos de ar condicionado; e bebedouros que refrigeram.

V. Gumercindo

Se na Subprefeitura de Vila Mariana não são recebidas pilhas e baterias, nos pontos operacionalizados pela GreenEletron esse material pode ser depositado.

Um deles ainda é pouco conhecido – fica na Paróquia São Francisco de Sales, à Rua Dom Sebastião do Rego, 164 – Vila Gumercindo e opera de segunda a sábado, das 9h às 17h. Ali há um coletor de tamanho médio, onde podem ser depositados aparelhos e dispositivos com tamanho máximo de 30cm x 55cm.

Todas as informações sobre os materiais que podem ser descartados e ainda a lista completa de endereços pode ser conferida no site greeneletron.org.br.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados