Siga-nos

Segurança

Polícia identifica quadrilha que assaltava casas

Publicado

em

Bando abordou pintor que trabalhava em fachada de uma residência em Mirandópolis e o obrigou a entrar no imóvel. Depois, vítima reconheceu integrantes do bando por foto.

No ano passado, o jornal São Paulo Zona Sul publicou histórias relatadas por moradores do pacato bairro residencial de Mirandópolis, no distrito da Saúde, assustados com a frequência de invasões a residência por assaltantes. Os criminosos, em geral, abordavam moradores logo pela manhã, quando saíam de suas casas, invadiam os imóveis e levavam dinheiro, aparelhos eletroeletrônicos e muitas vezes o automóvel. Um dos grupos de assaltantes chegou a ser preso, pois a moradora conseguiu tranca-los no quintal e, como um vizinho havia avisado a polícia, o bando foi preso.

Na semana passada, outra quadrilha foi identificada pelos policiais do 16º DP (Vila Clementino).

Através de investigação e uso das ferramentas de inteligência, identificaram três integrantes de uma quadrilha que age em roubos a residência. Por meio do sistema Phoenix (o banco de dados criminais da Polícia Civil), foi possível encontrar uma foto dos suspeitos a partir dos retratos falados feitos por uma vítima.

Na tarde do dia 28 de janeiro, a quadrilha, composta por quatro homens armados, abordou a vítima N.B, que estava pintando a casa de J.R.L., no bairro de Mirandópolis. N.B foi forçado a deixar os assaltantes entrarem na casa, de onde roubaram vários objetos.

N.B fez o retrato falado dos assaltantes e iniciou-se uma investigação. Com base nessas informações, os policiais acessaram o sistema Phoenix e conseguiram as fotos de D.C.C,  R.F.B e C.A.C. Todos têm passagens pela polícia por roubo.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Paulo Henrique Navarro Barbosa, N.B. fez a identificação fotográfica dos criminosos na última sexta-feira (10). No decorrer dos próximos dias, outras vítimas do mesmo crime que tiveram suas ocorrências registradas nessa DP serão chamadas para a identificação.

O objetivo da polícia é identificar também o quarto integrante da quadrilha e emitir os mandados de busca e apreensão dos assaltantes, já que o trabalho da polícia judiciária ficará mais fácil com os reconhecimentos das vítimas. Além de prenderem os criminosos, os policiais esperam recuperar os bens roubados.

Outras vítimas de roubos a residência na região podem procurar a 16a. Delegacia, para ver fotos e eventualmente identificar criminosos, colaborando com testemunhos e provas para que os criminosos sejam presos.

A delegacia fica na Avenida Onze de Junho, 89 – Vila Clementino. Telefone: 5573-0363.

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados