Siga-nos

Ecourbis

Plantas reduzem temperatura na cidade

Publicado

em

As catástrofes ambientais e eventos adversos – como secas, incêndios, aumento brusco de temperaturas, chuvas torrenciais e outros – mostram que a preocupação com a preservação do meio ambiente deve acontecer de forma mais ampla, interrelacionando os diferentes tipos de cuidados.

Se a geração de resíduos está intimamente ligada aos fatores que provocam o aquecimento global, a valorização da natureza em meio urbano pode contribuir para equilibrar as temperaturas nas grandes cidades.

Os bairros que têm mais praças, árvores, parques e áreas verdes têm temperaturas mais amenas que outros mais áridos e descuidados. Na última semana, foi sancionada uma lei na capital paulista que tem por objetivo  tornar a capital arborizada e florida e garantir a produtividade agrícola, além do sustento de aves e mamíferos.

Como? Priorizando o plantio de espécies que atraem abelhas.  Segundo técnicos da Secretária Municipal do Verde e Meio Ambiente, entre as ornamentais que deverão ser plantadas prioritariamente em atendimento à nova legislação são: lírio amarelo, lavanda, manjericão, papoula, jabuticaba e onze horas, assim como quaresmeira, tomilho, orelha de onça sálvia, borragem, açafrão, ranúnculo, aster, malva, calêndula, girassol mexicano, guaco, coentro, erva-de-gato, funcho e mirra. Espécies como aroeira branca, ipê-amarelo, cedro, paineira, pitangueira e embaúba branca são algumas das arbustivas que garantem a presença das abelhas nos jardins, praças e canteiros.

As abelhas são fundamentais para a sobrevivência de muitas espécies de plantas, para o aumento da produtividade agrícola e o sustento de aves e mamíferos, que se alimentam de frutas e sementes em todo o mundo. Sem elas, a vegetação seria completamente reduzida.

Cerca de 80% das plantas se reproduzem por meio da polinização. As abelhas dão sua contribuição para a economia produzindo, além do mel, produtos como cera, própolis e pólen apícola. São responsáveis pela produção de aproximadamente dois terços de alimentos ingeridos.

Assim, o inseto é fundamental para o equilíbrio do ecossistema.

Insetos de grande importância ambiental, as abelhas afetam a vida humana diariamente sem que ninguém perceba. Ao produzir outros segmentos além do mel, como a cera, o própolis, o pólen apícola e outros componentes e através da sua polinização que é responsável pela produção de aproximadamente dois terços de alimentos ingeridos, as abelhas dão sua contribuição para a economia.  Por isso, preservar a vida das abelhas é preservar a humanidade.

Viveiro

Vale destacar que a cidade de São Paulo conta com distribuição gratuita de mudas de árvores para munícipes (exceto fins comerciais). As regras e formulário para solicitação estão no portal https://sp156.prefeitura.sp.gov.br/.

Lembre-se que árvores e jardins também geram resíduos, que podem ser descartados gratuita e corretamente nos ecopontos.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados