Siga-nos

Urbanismo

Placas na região informam que obras da Operação Água Espraiada já começaram

Publicado

em

Prepare-se: em fevereiro de 2014, antes mesmo da Copa do Mundo no Brasil, já será possível ir diretamente da Avenida Jornalista Roberto Marinho para a Rodovia dos Imigrantes, através de um túnel de quase três quilômetros de extensão. Será mesmo? É o que estão questionando moradores do Jabaquara, espantados com as informações exibidas em placas expostas tanto na própria avenida quanto na saída, junto à Rodovia. Mas, nenhuma obra se vê na região além da construção de conjuntos habitacionais que vão atender famíias removidas de favelas na fase anterior da obra, quando foi construída a ponte estaiada sobre o Rio Pinheiros. Além de informar que as obras começaram em 1 de fevereiro, as placas trazem ainda o valor que será consumido dos cofres públicos: menos de meio milhão de reais, quando as expectativas são de que a construção do túnel custem cerca de cinco vezes este valor.O Jornal São Paulo Zona Sul questionou a SPObras, empresa municipal responsável pelo projeto, que confirmou que o Cades (Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) concedeu licença para as obras de “reassentamento de 4 mil famílias – das 8.395 famílias previstas para serem atendidas”. Também foi concedida licença ambiental prévia para as obras para o prolongamento da avenida, ressalvando-se que, no parecer, o Cades fez exigências que agora devem ser incorporadas. Segundo a empresa, o projeto está sendo finalizado para que as obras sejam iniciadas.A SP Obras confirma que o valor total será de aproximadamente R$ R$ 2,4 bilhões, e que todos os recursos serão financiados por recursos da venda de CEPACs (Certificados de Potencial Adicional de Construção). Mas, atualmente, o caixa da Operação não atinge nem R$ 1 bilhão. A empresa confirma também o prazo de 24 meses para conclusão das obras, com 750 metros de pista em nível, 2 pistas com 4 faixas em cada; 2.350 metros em 2 túneis, com 3 faixas em cada; 180 metros em nível, 2 pistas com 3 faixas cada; 4.230 metros de ramos de ligação e vias marginais à rodovia dos Imigrantes, sendo 1.160 metros em viadutos, todos com 2 faixas em cada. A SP Obras ainda citou a prometida construção de um parque linear que, na prática, deve ser o maior benefício urbanístico para o Jabaquara, com 3.400 metros de extensão, com aproximadamente 305.000 m² de área interna, para recuperar a Bacia Hidrográfica do Córrego Água Espraiada. A Prefeitura diz que a criação do parque é uma forma de compensação ambiental, com ciclovia, áreas de lazer e paisagismo.Segundo a SP Obras, os processos de desapropriação dos 107 imóveis para construção das unidades de habitação de interesse social estão em fase avançada, tramitando na Justiça, e que as desapropriações restantes estão em fase de elaboração de projeto. Mas, há quem duvide dos prazos prometidos, acreditando se tratar apenas de estratégia de ano eleitoral…

Advertisement
1 Comentário

1 Comentário

  1. carlos sellmer

    5 de abril de 2013 at 13:54

    Srs.

    O que esta acontecendo com a Novela (Obras de extensão da Av. Jornalista Roberto Marinho)Antes era o Kassab que falava que já iniciou as obras e NADA, agora é o Haddad que já esta a 100 dias na Prefeitura e até agora nada tambem.

    Quando será realmente o inicio destas obras.Que segundo as placas existentes no local informam até o prazo de conclusão que não sera cumprido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados