Siga-nos

#VacinaçãoCovid

Pessoas acima de 65 anos serão vacinadas em abril, garante Governo do Estado

Publicado

em

A campanha de vacinação contra COVID-19 vai ser estendida para idosos com idade entre 65 e 67 anos ainda em abril. O novo grupo totaliza 1,11 milhão de pessoas. O avanço da campanha depende da chegada das vacinas da Fiocruz ainda nesta semana para êxito no cronograma definido pelo PEI (Plano Estadual de Imunização).

O objetivo era iniciar a vacinação de pessoas de 67 anos (350 mil pessoas) a partir do dia 14, mas o governo já anunciou antecipação para segunda, dia 12. Uma semana depois, no dia 21, outras 760 mil pessoas com 65 e 66 anos poderão receber a primeira dose. Nesta semana, São Paulo ultrapassou a marca de 7 milhões de doses já aplicadas na população do estado, mas menos de dois milhões já tiveram também a segunda dose, atingindo a imunização adequada.

Ao mesmo tempo, o Butantan anunciava que foi necessário paralisar a produção de novas doses, por atraso na entrega de insumos por parte do laboratório chinês (leia mais abaixo).

Novos públicos

Os sete milhões de vacinados incluem novos públicos integrados à campanha em abril: os idosos de 68 anos, desde o dia 2, além dos profissionais das forças de segurança que atuam em São Paulo e começaram a ser vacinados na última segunda (5).

Na próxima segunda (12), o cronograma inclui os trabalhadores da educação básica de escolas públicas e privadas a partir de 47 anos.

Na capital, essa semana foi ultrapassada a marca de 2 milhões doses da vacina contra a Covid-19 aplicadas na cidade. Até o momento, 2.054.531 doses no imunizante foram distribuídas. São 1.479.489 vacinados com a primeira dose e outros 572.042 que receberam as duas doses.

Nesta quinta-feira, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), segue com a imunização de idosos com idade de 68 anos, grupo estimado em mais de 86 mil pessoas. Profissionais da Saúde com mais de 50 anos também estão sendo atendidos.

Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais.

Todas as pessoas que integram os públicos da campanha podem acessar o site Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br) para confirmar o pré-cadastro.

O preenchimento do formulário leva de um a três minutos e economiza até 90% do tempo de atendimento nos postos de vacinação. O pré-cadastro não é obrigatório, mas facilita o trabalho dos profissionais da saúde e beneficia a população atendida.

Produção está paralisada, mas Governo do Estado garante que novos insumos chegam até 20 de abril

Por atraso na entrega de insumos para produção da Coronavac, o Insittuto Butantan paralisou o envase de novas doses. Mas, o Governo anunciou que uma nova remessa,  de 3 mil litros deve chegar até dia 20 de abril no Brasil.

O volume será suficiente para o processamento de mais 5 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus.

A matéria-prima, vinda da biofarmacêutica Sinovac, na China, permitirá que o Butantan complete a entrega de 46 milhões de doses até o final do mês para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

Um segundo carregamento deverá chegar ainda em abril, com mais 3 mil litros, totalizando 10 milhões de doses em IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). Desde janeiro, o Butantan já disponibilizou 38,2 milhões de doses ao PNI, sendo responsável pelo fornecimento de mais de 80% das vacinas contra a COVID-19 aplicadas em todo o Brasil.

A partir do recebimento de cada lote do IFA, o Butantan executa todo processo de envase, rotulagem, embalagem e rigorosa inspeção dos frascos de vacinas, o que garante que todas as doses liberadas tenham o mesmo padrão de qualidade.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados